Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Níveis de alumínio e o desenvolvimento de porta-enxertos cítricos em cultivo hidropônico: I. Parâmetros biométricos

Henrique dos Santos, Carlos; Grassi Filho, Hélio; Domingos Rodrigues, João; Zambello de Pinho, Sheila.
Sci. agric.; 56(4)1999.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-439293

Resumo

To study the influence of different levels of aluminum on the development of citrus rootstocks of Rangpur lime and Swingle citrumelo, in nutrient solution, an experiment was carried out in a greenhouse at Botucatu, SP, Brazil. The treatments followed a completely randomized experimental design, with 3 replicates, distributed in split-splots. The levels of aluminum were: 0; 7.5; 15; 22.5 and 30 mg L-1, in the form of AlCl3 6.H2O, added to the nutrient solution. Biometric parameters were evaluated and the results showed that Swingle citrumelo was more sensitive to aluminum, and that starting from 7.5 mg L-1, there were reductions in growth and development of the plants, while the Rangpur lime rootstock was more tolerant for aluminum.
O presente trabalho teve como objetivo avaliar a influência de diferentes níveis de alumínio nos parâmetros biométricos dos porta-enxertos cítricos limoeiro Cravo e citrumeleiro Swingle em cultivo hidropônico. O experimento foi instalado em casa de vegetação em Botucatu, SP. Os tratamentos seguiram o delineamento estatístico inteiramente casualizado, com 3 repetições, em parcelas subdivididas. Os níveis de alumínio utilizados foram: 0; 7,5; 15; 22,5 e 30 mg L-1, na forma de AlCl3 6.H2O em solução nutritiva. Foram avaliados os parâmetros biométricos altura, número de folhas, diâmetro do caule, área foliar, comprimento e volume de raízes. De acordo com os resultados obtidos, conclui-se que o citrumeleiro Swingle apresentou-se mais sensível ao alumínio, sendo que, a partir de 7,5 mg L-1 houve redução nos valores destes parâmetros, enquanto que o limoeiro Cravo mostrou-se mais tolerante aos níveis de alumínio.
Biblioteca responsável: BR68.1