Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Preferência de Palmistichus elaeisis por pupas de diferentes lepidópteros praga

Aparecida Leão Bittencourt, Maria; Berti Filho, Evoneo.
Sci. agric.; 56(4)1999.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-439339

Resumo

Palmistichus elaeisis Delvare & LaSalle, 1993 (Hym.: Eulophidae) was found parasitizing pupae of Sabulodes sp. (Lep.: Geometridae) in an Eucalyptus plantation. To study the preference of this parasitoid for pupae of other lepidopteran pests, an experiment was conducted testing the following Lepidoptera species: Diatraea saccharalis (Fabricius, 1794) (Crambidae), Anticarsia gemmatalis Hübner, 1818, Heliothis virescens (Fabricius, 1781) and Spodoptera frugiperda (J.E. Smith, 1797) (Noctuidae). The percentage of parasitism ranged from 90% (H. virescens) to 100%. The highest value for the parasitoid sexual ratio was 0.98 for D. saccharalis, and the lowest was 0.69 for H. virescens. The host species significantly affected the size of P. elaeisis males (1.64 mm in S. frugiperda and 1.49 mm in H. virescens), and not that of females. The sex of the host had significant effect on the total number of parasitoids, whereas the host species had no statistical effect on the same variable.
Palmistichus elaeisis Delvare & LaSalle, 1993 (Hym., Eulophidae), uma espécie de endoparasitóide foi coletado em pupas de Sabulodes sp. (Lep., Geometridae), em área de eucalipto. Foram testadas quatro espécies de lepidópteros-praga: Diatraea saccharalis (Fabricius, 1794) (Crambidae), Anticarsia gemmatalis Hübner, 1818, Heliothis virescens (Fabricius, 1781) e Spodoptera frugiperda (J.E. Smith, 1797) (Noctuidae), com o objetivo de estudar a preferência para oviposição, visando a criação massal do parasitóide. Os resultados mostraram que a porcentagem de parasitismo variou de 90% (H. virescens) a 100%. Em D. saccharalis, o parasitóide P. elaeisis apresentou a maior razão sexual (0,98) e em H. virescens a menor (0,69). A espécie de hospedeiro influenciou significativamente o tamanho dos machos de P. elaeisis (1,64 mm em S. frugiperda e 1,49 mm em H. virescens), mas não o das fêmeas. O sexo do hospedeiro é importante no total de parasitóides produzidos, enquanto que as espécies do hospedeiro não interferiram no total de parasitóides produzidos.
Biblioteca responsável: BR68.1