Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Alterações bioquímicas e fisiológicas em sementes de milho causadas pelo ao envelhecimento acelerado

Cristina Mingues Spinola, Maria; Moure Cícero, Silvio; de Melo, Murilo.
Sci. agric.; 57(2)2000.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-439383

Resumo

In order to evaluate biochemical (total protein, acid phosphatase, peroxidase and malate dehydrogenase electrophoresis) and physiological (germination and seed vigor) alterations occurring during corn seed accelerated aging (41°C and 100%UR), four corn seed lots of the double hybrid (AG122) were submitted to zero, 24, 48, 72, 96 and 120 hours of accelerated aging. The biochemical assays carried out (isozyme electrophoretical patterns of acid phosphatase e peroxidase) are more sensitive than the physiological test used to monitorate corn seed physiological quality deterioration during corn seed accelerated aging.
Para avaliar possíveis alterações bioquímicas (análises eletroforéticas de proteínas totais e das isoenzimas peroxidase, fosfatase ácida e malato desidrogenase) e fisiológicas (germinação e vigor) que ocorrem nas sementes de milho durante a permanência das mesmas nas condições recomendadas na metodologia do teste de envelhecimento acelerado (41ºC e 100% UR), foi realizada a presente pesquisa. Utilizaram-se sementes de milho, híbrido AG122, provenientes de quatro lotes. Os períodos 0, 24, 48, 72, 96 e 120 horas de permanência das sementes na incubadora (envelhecimento acelerado) definiram os tratamentos. As alterações nos perfís isoenzimáticos (fosfatase ácida e peroxidase) detectadas nas sementes, a partir do período 72h de envelhecimento acelerado, revelaram o provável efeito deteriorativo provocado pela exposição das sementes às condições do teste, independentemente da qualidade do lote, apesar de a maioria dos testes determinantes da qualidade fisiológica das sementes não terem sido sensíveis para detectar tal efeito.
Biblioteca responsável: BR68.1