Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Ciclo biológico, exigências térmicas e parasitismo de Muscidifurax uniraptor em pupas de mosca doméstica

José Thomazini, Marcílio; Berti Filho, Evôneo.
Sci. agric.; 58(3)2001.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-439539

Resumo

The pupal parasitoids are among the most important organisms responsible for house fly population reduction in poultry farms. Muscidifurax uniraptor Kogan & Legner (Hymenoptera: Pteromalidae) is one of the main parasitoids that occur in poultry farms at São Paulo State, Brazil. The objective of this study was to determine the life cycle duration, the thermal requirements and the parasitism of M. uniraptor on Musca domestica L. (Diptera: Muscidae) pupae under constant temperatures. The experiment was realized in climatized chambers at seven temperatures (18, 20, 22, 25, 28, 30 and 32 ± 1°C), 70 ± 10% R.H. and 14 h of photophase. In each chamber 200 house fly pupae (24 to 48 h old) were exposed to 40 partenogenetic female parasitoids (0 to 24 h old) for 24 h. The temperature influenced the development and reproduction of M. uniraptor. The lowest value of the egg-adult period was 17 days, and occurred for 30°C and the parasitism and progeny emergence were highest at 28°C (87 and 63.5%, respectively). The lowest temperature threshold for the parasitoid females was 9.43°C, with a thermal constant of 366.62 degree-days. The temperature elevation reduces the duration of the egg to adult period (between 18 and 30°C ) and increases the parasitism (between 18 and 28°C) of M. uniraptor. Temperatures between 28 and 30°C are the most adequated for rearing M. uniraptor on house fly pupae.
Os parasitóides pupais estão entre os principais responsáveis pela redução populacional de mosca doméstica em aviários, e Muscidifurax uniraptor Kogan & Legner (Hymenoptera: Pteromalidae) é um dos principais parasitóides presentes nestes ambientes no Estado de São Paulo. O objetivo deste trabalho foi determinar a duração do ciclo biológico, as exigências térmicas e o parasitismo de M. uniraptor em pupas de Musca domestica L. (Diptera: Muscidae) em temperaturas constantes. Os testes foram realizados em câmaras climatizadas nas temperaturas de 18, 20, 22, 25, 28, 30 e 32 ± 1°C, 70 ± 10% U.R. e 14 h de fotofase. Em cada câmara 200 pupas de mosca doméstica, com 24 a 48 h de idade, foram expostas a 40 parasitóides fêmeas partenogenéticas, com 0 a 24 h de idade, por 24 h. A temperatura influenciou o desenvolvimento e a reprodução de M. uniraptor. O menor valor do período de ovo a adulto foi a 30°C (17 dias) e as porcentagens de parasitismo e de emergência de descendentes foram maiores a 28°C, com 87 e 63,5%, respectivamente. A temperatura base encontrada para fêmeas do parasitóide foi de 9,43°C, com uma constante térmica de 366,62 graus-dia (GD). A elevação da temperatura diminui a duração do período de ovo a adulto (entre 18 e 30°C) e aumenta o parasitismo (entre 18 e 28°C) de M. uniraptor. A faixa de temperatura entre 28 e 30°C é considerada a mais adequada para criação de M. uniraptor em pupas de mosca doméstica.
Biblioteca responsável: BR68.1