Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Production of paulista gherkin using trellis net support

A. Modolo, Valéria; Paulino da Costa, Cyro.
Sci. agric.; 61(1)2004.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-439838

Resumo

Paulista gherkin is a new gherkin type obtained by crossing Cucumis anguria var. anguria x C. anguria var. longaculeatus. It differs from common gherkin in its fruits and leaves. Elite lines of Paulista gherkin present similar performance for total yield and fruit weight but some have distinctive characteristics, including fruit and leaf attributes. The combination of these characteristics through production of Paulista gherkin hybrids could be an alternative for fruit quality and/or yield improvement. The purpose of the present work was to compare the yield of Paulista gherkin lines and their hybrids grown on a trellis net under field conditions. Four lines and their six single-cross hybrids were evaluated for yield and fruit production using the trellised net production system. Seedlings were produced in polystyrene trays with 128 cells, and transplanted to the middle of 1.20 m wide beds. Plants were trained without pruning on netting having 0.1 x 0.1 m openings. The experiment was conducted in a randomized block design with four replicates and seven plants per plot. Yield was expressed as number of fruits and total weight of fruits per plot. Length, width and fruit flesh thickness were also evaluated, with five samples per plot in two harvesting times. Hybrids and their parental lines were similar in fruit yield and quality. The trellised net was suitable for Paulista gherkin production and provided adequate support to the plants. The trellis technique is suitable to make harvesting easier and to improve fruit quality.
Maxixe Paulista é um novo tipo de maxixe derivado originalmente do cruzamento de Cucumis anguria var. anguria x Cucumis anguria var. longaculeatus, com características distintas de fruto e folhas. Apesar das linhagens elite apresentarem comportamento semelhante em termos de produção total e peso médio de frutos, algumas características são peculiares a cada uma delas. A combinação dessas características através de produção de híbridos poderia ser uma alternativa para aumentar a qualidade e/ou a produção de frutos. O objetivo desta pesquisa foi comparar a produção de linhagens e híbridos de Maxixe Paulista cultivadas em campo, com práticas de tutoramento em rede agrícola. Foram avaliadas quatro linhagens e seis híbridos simples, quanto ao comportamento e produção de frutos no sistema de cultivo tutorado em rede agrícola. As mudas foram obtidas em bandejas de poliestireno expandido e transplantadas para linha central de canteiros de 1,20 m de largura. As plantas foram conduzidas sem poda e tutoradas em rede agrícola com malha de 0,10 x 0,10 m. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com quatro repetições e parcela de sete plantas. A produção foi expressa em número e massa total de frutos/parcela. Avaliaram-se características de fruto como comprimento, largura e espessura de polpa, em amostragem de cinco frutos/parcela, em duas colheitas. A produção e a qualidade dos frutos dos híbridos foram equivalentes à das linhagens. A rede agrícola se mostrou adequada para o cultivo de Maxixe Paulista na forma tutorada. Esta técnica de condução facilita a colheita e melhora a qualidade dos frutos.
Biblioteca responsável: BR68.1