Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Boron rates for triticale and wheat crops

Corulli Corrêa, Juliano; Antônio de Fátima Esteves, José; Grassi Filho, Helio; Alves, Elza; Ceccon, Gessi.
Sci. agric.; 62(2)2005.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-439960

Resumo

No reports are registered on responses to boron fertilization nutrient deficiency and toxicity in triticale crops. The aim of this study was to evaluate triticale response to different rates of boron in comparison to wheat in an hapludox with initial boron level at 0.08 mg dm-3 4 FONT FACE=Symbol>´ /FONT> 4 factorial design trial completely randomized blocks design (n = 4). Boron rates were 0; 0.62; 1.24 and 1.86 mg dm-3; triticale cultivars were IAC 3, BR 4 and BR 53 and IAPAR 38 wheat crop was used for comparison. The wheat (IAPAR 38) crop presented the highest boron absorption level of all. Among triticale cultivars, the most responsive was IAC 53, presenting similar characteristics to wheat, followed by BR 4; these two crops are considered tolerant to higher boron rates in soil. Regarding to BR 53, no absorption effect was observed, and the cultivars was sensitive to boron toxicity. Absorption responses differed for each genotype. That makes it possible to choose and use the best-adapted plants to soils with different boron rates.
No Brasil não existem registros de respostas de adubação com boro para a cultura do triticale, sendo a ação deste nutriente uma incógnita, tanto em relação a deficiência quanto a toxidez, causas que levam a redução de produtividade. O objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta do triticale a diferentes níveis de boro em comparação com o trigo (Triticum aestivum). Utilizou-se um Latossolo Vermelho distrófico com teor inicial de boro de 0,08 mg dm-3. O delineamento foi um fatorial 4 FONT FACE=Symbol>´ /FONT> 4, distribuído em blocos casualizados, com quatro repetições, quatro níveis de boro: 0; 0,62; 1,24 e 1,86 mg dm-3 de B e três cultivares de triticale, IAC 3, BR 4 e BR 53, mais um cultivar de trigo, IAPAR 38, para comparação. Cada cultivar respondeu de forma diferente com relação às variáveis estudadas em função da aplicação de diferentes níveis de boro. O trigo (IAPAR 38) apresenta maior eficiência na absorção de boro. A cultivar de triticale mais responsiva quanto à absorção foi a IAC 3, que apresentou característica semelhante ao trigo, seguida da cultivar BR 4, demonstrando serem cultivares tolerantes a maiores níveis de boro no solo. Para a BR 53, não ocorreu efeito para absorção, com a cultivar apresentando sensibilidade à toxidez de boro. A eficiência de absorção é diferenciada para cada genótipo possibilitando a escolha e utilização de plantas que possuam maior adaptação ao meio.
Biblioteca responsável: BR68.1