Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Potential limitations for potato yields in raised soil field systems near Lake Titicaca

Sánchez de Lozada, Diego; Baveye, Philippe; F. Lucey, Robert; Mamani, Ricardo; Fernandez, Walter.
Sci. agric.; 63(5)2006.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-440095

Resumo

During the last two decades, various non-governmental organizations have strongly encouraged Bolivian farmers in the Altiplano region near Lake Titicaca to resume the ancestral agricultural practice of constructing raised fields. In addition to improved drainage and possibilities this practice affords for sub-irrigation, advocated benefits of this system traditionally include frost mitigation and high crop yields. Until recently, reliable data to assess the extent of these benefits were unfortunately lacking. In this context, field experiments on raised fields were designed and carried out at two locations in the Bolivian Altiplano to obtain reliable potato yield and temperature data. Observed yields ranged from 2.73 to 10.80 t ha-1 at the first site, where salinity caused significant yield variability (R² = 0.79). At the second site, yields per raised platform varied between 8.25 and 33.45 t ha-1. However, comparable yields were obtained in flat control plots in spite of a mid-season frost, and the minimum temperatures differed only by 1ºC in the conventional plots relative to the raised fields. These results suggest that, under the experimental conditions, the potential benefits of raised fields in terms of frost mitigation or increased yields might only be observable in exceptionally bad years, when extreme frosts wipe out entire potato crops on conventional fields. Nevertheless, it is argued that in spite of these marginally supportive observations, raised-field agriculture may still be a viable option for farmers to consider if the water-filled channels between the raised fields are managed for fish and fertilizer production.
Nas últimas duas décadas várias organizações não governamentais entusiasmaram lavradores bolivianos da região do Altiplano, próximo ao Lago Titicaca, a reassumir a prática ancestral de construir campos elevados. Além de sua drenagem melhorada e das possibilidades de implementar a sub-irrigação, as vantagens desse sistema tradicional incluem a mitigação da geada e altas produtividades. Até recentemente não havia dados para avaliar estes benefícios. Neste contexto, experimentos realizados em campos elevados foram planejados e executados em dois locais dentro do Altiplano boliviano, para obter dados confiáveis em relação à produtividade da batata e das temperaturas reinantes. As produtividades observadas variaram de 2,73 a 10,80 t ha-1 no primeiro local, no qual a salinidade provocou uma variabilidade significante na produtividade (R² = 0,79). No segundo local, as produtividades nas plataformas elevadas variaram de 8,25 a 33,45 t ha-1. Entretanto, produtividades comparáveis foram obtidas nas áreas controle, mesmo na presença de uma geada no meio da estação e de uma diferença de apenas 1ºC entre as parcelas convencionais e as elevadas. Estes resultados sugerem que nas condições dos experimentos, os benefícios dos cultivos elevados, em termos de mitigação de geada ou produtividade aumentada, poderão apenas ser observados em anos excepcionalmente ruins, quando geadas fortes extirpam a totalidade da plantas dos cultivos convencionais. Entretanto, pode-se argumentar que mesmo com estas observações marginais de apoio, a agricultura em campos elevados poderia ser uma opção viável para agricultores se nos canais repletos de água entre os campos elevados fosse adotada a piscicultura e produção de fertilizantes.
Biblioteca responsável: BR68.1