Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Shading and periods of acclimatization of micropropagated banana plantlets cv. Grande Naine

Scaranari, Ciro; Ademar Martins Leal, Paulo; Mazzafera, Paulo.
Sci. agric.; 66(3)2009.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-440369

Resumo

Banana plantlets obtained by micropropagation need to be submitted to a period of acclimatization since they do not use light, water, and nutrients in an efficient way. The acclimatization must be carried out under greenhouse conditions where temperature, light, and air humidity are adequate for a gradual hardening of the plantlets. In this study, the development of banana plantlets was evaluated during acclimatization under a full light condition including covered surfaces with red shade cloth (70%, 50%, and 30% shade) and black shade cloth (50% shade), both under a transparent plastic film of 100 µm. Temperature, relative air humidity, irrigation, and nutrition conditions were also controlled. Physical and physiological parameters were recorded at various stages in the greenhouses after three, six, and nine weeks and also after seven weeks of transplanting to field conditions. Treatments were hierarchically graded according to their statistic classification. Combined results indicated superior outcomes of plantlets maintained under black 50% shade cloth for nine weeks, both in the summer and winter seasons. Similar results, but in a shorter time, were obtained with plantlets cultivated under red 70% shade cloth, for six weeks in the summer.
Após a sua obtenção em laboratório, mudas in vitro necessitam passar por um período de aclimatização, pois na fase em que se encontram não realizam eficientemente a absorção de luz, água e nutrientes, devendo ser feita em ambiente protegido, onde as condições de temperatura, umidade e luminosidade são favoráveis a um gradual endurecimento das plântulas. No presente trabalho estudou-se o desenvolvimento das mudas de bananeira (Musa sp.) durante o segundo estágio da aclimatização (a partir de 10 cm de altura) sob condições de luminosidade (plena, 70, 50 e 30% de superfície de cobertura com malha vermelha e 50% com malha preta, ambas sob filme plástico transparente de 100 µm) associadas a períodos de aclimatização (três, seis e nove semanas), em ambientes com temperatura, umidade do ar, nutrição e irrigação controladas, sendo avaliadas sob variáveis físicas e bioquímicas. Imediatamente após cada período, as plantas foram submetidas a ensaios de campo por sete semanas, sendo avaliadas sob as mesmas variáveis. Na comparação entre as médias, cada tratamento recebeu pontuações obedecendo a ordenação hierárquica de desempenho, segundo critérios de classificação estatística onde se considera o número de tratamentos estatisticamente inferiores e superiores. Nesta ordenação, o uso de tela de malha preta com 50% de sombreamento associado ao período de nove semanas foi o que propiciou melhores condições, tanto no verão quanto no inverno. Visando a redução para seis semanas, o uso alternativo de tela de malha vermelha com 70% produz efeitos equivalentes ao da malha preta com 50%, apenas para condições de verão.
Biblioteca responsável: BR68.1