Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Crop rotation biomass and arbuscular mycorrhizal fungi effects on sugarcane yield

José Ambrosano, Edmilson; Azcón, Rozario; Cantarella, Heitor; Maria Bovi Ambrosano, Gláucia; Aparecida Schammass, Eliana; Muraoka, Takashi; César Ocheuze Trivelin, Paulo; Rossi, Fabrício; Guirado, Nivaldo; Regina Gonçalves Ungaro, Maria; Rolim Salomé Teramoto, Juliana.
Sci. agric.; 67(6)2010.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-440527

Resumo

A cana-de-açúcar (Saccharum spp.) vem sendo cultivada no Brasil para produção de açúcar e agroenergia. Em seu sistema de produção, após um ciclo de 4 a 8 anos, é possível a rotação com plantas de cobertura, antes do seu replantio, para melhoria do solo e geração de renda. Estudou-se a caracterização e produtividade de biomassa de leguminosas (como adubos-verdes) e girassol (Helianthus annuus L.), a ocorrência natural de micorrizas, o teor de açúcar e a produtividade em colmos da cana-de-açúcar IAC 87-3396 e a viabilidade econômica desse sistema com cultivo após as opções de rotação, com quantificação da produtividade durante três cortes consecutivos. O amendoim (Arachis hypogaea L.) cv. IAC-Caiapó, girassol cv. IAC-Uruguai e mucuna-preta (Mucuna aterrimum Piper and Tracy) foram as culturas que apresentaram maior percentagem de colonização por fungos micorrízicos. O girassol foi a planta de cobertura que mais extraiu nutrientes do solo, seguido por amendoim (Arachis hipogaea L.) cv. IAC-Tatu e feijão-mungo (Vigna radiata L. Wilczek). A colonização por fungos micorrízicos mostrou correlação positiva com a altura de plantas de cana no primeiro corte (p = 0,01 e R = 0,52), mas não se correlacionou com a produtividade de colmos ou açúcar. No primeiro corte, o girassol foi a cultura de rotação que ocasionou o maior aumento de produtividade, da ordem de 46% em colmos e de 50% na quantidade de açúcar, em comparação com a testemunha. Com exceção dos amendoins, todas as culturas em rotação aumentaram a renda líquida do sistema na média de três cortes de cana-de-açúcar.
Sugarcane (Saccharum spp.) is an important crop for sugar production and agro-energy purposes in Brazil. In the sugarcane production system after a 4- to 8-year cycle crop rotation may be used before replanting sugarcane to improve soil conditions and give an extra income. This study had the objective of characterizing the biomass and the natural colonization of arbuscular mycorrhizal fungi (AMF) of leguminous green manure and sunflower (Helianthus annuus L.) in rotation with sugarcane. Their effect on stalk and sugar yield of sugarcane cv. IAC 87-3396 grown subsequently was also studied. Cane yield was harvested in three subsequent cuttings. Peanut cv. IAC-Caiapó, sunflower cv. IAC-Uruguai and velvet bean (Mucuna aterrimum Piper and Tracy) were the rotational crops that resulted in the greater percentage of AMF. Sunflower was the specie that most extracted nutrients from the soil, followed by peanut cv. IAC-Tatu and mung bean (Vigna radiata L. Wilczek). The colonization with AMF had a positive correlation with sugarcane plant height, at the first cut (p = 0.01 and R = 0.52) but not with the stalk or cane yields. Sunflower was the rotational crop that brought about the greatest yield increase of the subsequent sugarcane crop: 46% increase in stalk yield and 50% in sugar yield compared with the control. Except for both peanut varieties, all rotational crops caused an increase in net income of the cropping system in the average of three sugarcane harvests.
Biblioteca responsável: BR68.1