Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Occurrence of Fasciola hepatica (Linnaeus, 1758) infection in Brazilian cattle of Minas Gerais, Brazil

dos Santos Lima, Walter; Rose Mozzer Soares, Lanuze; Augusto Barçante, Thales; Pezzi Guimaraes, Marcos; Muniz de Paiva Barçante, Joziana.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-441760

Resumo

Fasciolosis is a parasitic disease which is caused by digenetic trematodes, such as Fasciola hepatica, and which occurs worldwide. The disease causes significant economic losses in cattle because of the reduction in milk and meat production and because the parasitized livers have no economic value. Also, abortion and mortality rates increase. To determine the occurrence and dispersal of F. hepatica in the state of Minas Gerais, fecal samples were collected from bovines aged 12 months and older between April 2005 and April 2006. The bovines came from 1,251 rural farms of 120 municipalities/cities in Minas Gerais. Water was collected to ascertain the presence of the intermediate host in the properties where infected bovines were found. A total of 16 municipalities had infected bovines and 13 had the presence of Lymnaea columella. We detected infected bovines in 70% of the rural farms visited in the municipality of Itajubá. Itajubá was also found to have infected snails with the larval stage of F. hepatica. The results revealed that infection by F. hepatica in bovines of Minas Gerais was associated with the presence of the intermediate host and favorable epidemiological factors, drawing attention to the necessity of adopting proper control measures in the area.
A fasciolose é uma doença parasitária que ocorre em todo o mundo e é causada por um trematódeo digenético conhecido como Fasciola hepatica. A doença é responsável por causar perdas econômicas significativas em bovinos, devido à diminuição na produção de carne e leite, condenação de fígados parasitados e aumento na mortalidade. Para determinar a ocorrência e a dispersão da F. hepatica no estado de Minas Gerais, amostras de fezes de bovinos com idade superior a 12 meses foram coletadas, no período de Abril de 2005 a Abril de 2006. Foram examinados bovinos provenientes de 1.251 propriedades rurais de 120 municípios do estado de Minas Gerais. Coleções hídricas também foram examinadas, a fim de verificar a presença de hospedeiros intermediários nas propriedades onde foram encontrados bovinos parasitados. Para um total de 16 municípios foi relatada a presença de bovinos infectados por F. hepatica e destes, 13 apresentaram também o molusco Lymnaea columella. Foi possível diagnosticar bovinos infectados em 70% das propriedades visitadas no município de Itajubá. Além disso, no município de Itajubá foi possível detectar a presença de moluscos naturalmente infectados com diferentes estádios larvais de F. hepatica. Os resultados evidenciam a necessidade de medidas de controle para esta parasitose na área estudada, uma vez que foi possível verificar a presença de bovinos e moluscos infectados por F. hepatica, associada a fatores epidemiológicos favoráveis a dispersão do parasito.
Biblioteca responsável: BR68.1