Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Ecology of a snake assemblage in the Atlantic Forest of southeastern Brazil

A. Hartmann, Paulo; T. Hartmann, Marília; Martins, Marcio.
Pap. avulsos Zool.; 49(27)2009.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-442548

Resumo

The main objective of this study was to examine the natural history and the ecology of the species that constitute a snake assemblage in the Atlantic Rainforest, at Núcleo Picinguaba, Parque Estadual da Serra do Mar, located on the northern coast of the state of São Paulo, southeastern Brazil. The main aspects studied were: richness, relative abundance, daily and seasonal activity, and substrate use. We also provide additional information on natural history of the snakes. A total of 282 snakes, distributed over 24 species, belonging to 16 genera and four families, has been found within the area of the Núcleo Picinguaba. Species sampled more frequently were Bothrops jararaca and B. jararacussu. The methods that yielded the best results were time constrained search and opportunistic encounters. Among the abiotic factors analyzed, minimum temperature, followed by the mean temperature and the rainfall are apparently the most important in determining snake abundance. Most species presented a diet concentrated on one prey category or restricted to a few kinds of food items. The large number of species that feed on frogs points out the importance of this kind of prey as an important food resource for snakes in the Atlantic Rainforest. Our results indicate that the structure of the Picinguaba snake assemblage reflects mainly the phylogenetic constraints of each of its lineages.
O principal objetivo deste estudo foi obter informações sobre a história natural e a ecologia das espécies que compõem uma taxocenoses de serpentes da Mata Atlântica, no Núcleo Picinguaba do Parque Estadual da Serra do Mar, localizado no litoral norte do estado no Estado de São Paulo, sudeste do Brasil. Os principais aspectos estudados foram: riqueza, abundância relativa de espécies, padrões de atividade diária e sazonal, utilização do ambiente e dieta. Um total de 282 serpentes, distribuídas em 24 espécies, pertencentes a 16 gêneros e quatro famílias, foi encontrado dentro dos limites do Núcleo Picinguaba. As espécies mais frequentemente encontradas foram Bothrops jararaca e B. jararacussu. Os métodos que proporcionaram maior retorno foram: procura limitada por tempo e encontros eventuais. Dentre os fatores abióticos analisados para a área de estudo, o mais relacionado à abundância das serpentes foi a temperatura mínima, seguido da temperatura média e da pluviosidade. A maioria das espécies encontradas apresenta dieta concentrada em uma categoria de presa ou restrita a poucos tipos de itens alimentares. A grande proporção de serpentes que se alimentam de anuros evidencia a importância deste tipo de presa como recurso alimentar nas espécies de serpentes da Mata Atlântica. Nossos resultados indicam que a estrutura da taxocenose de serpentes do Núcleo Picinguaba reflete principalmente as limitações filogenéticas inerentes às linhagens que a compõem.
Biblioteca responsável: BR68.1