Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Clinical and Laboratory evaluation of measleslike rash in children and young adults

Eberhard Stewien, Klaus; Rehder de Andrade Vaz de Lima, Lourdes; Fongaro Botosso, Viviane; Isabel de Oliveira, Maria; N. Fagundes, Simone; B. Nogueira, Meri; Lopes Betta Ragazzi, Selma; Tereza Zuluni da Costa, Maria; Ejzenberg, Bernardo; Luiz Durigon, Edison.
Braz. J. Microbiol.; 31(4)2000.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-443526

Resumo

A clinical and laboratory evaluation of 11 children and young adults with measleslike rash was done during the measles outbreak in the Greater São Paulo Metropolitan area at the end of 1996 and spread over the country during 1997. Measles was laboratory confirmed in 07 patients by specific IgM detection in acute serum specimens using an IgM-capture EIA, by specific IgG seroconversion in serum pairs, and by reverse transcription PCR and virus isolation in peripheral blood lymphocytes. Clinical presentations were not always classic; one of the 07 cases had received measles vaccine and corresponded to modified clinical case of measles. The 4 remaining cases were negative for measles and were diagnosed as exanthem subitum (2 cases), scarlet fever and Kawasaki disease. The present study reinforces the view that clinical features alone are not sufficient for establishing an accurate diagnosis in the post-vaccine era, and a surveillance system based on sensitive laboratory results is needed so that it can confirm IgM-negative measles cases.
Apresenta-se um estudo sobre a avaliação clínica e laboratorial de crianças e adultos jovens com exantema semelhante ao sarampo, durante a ocorrência do surto epidêmico de sarampo na região metropolitana da Grande São Paulo no final de 1996 que se alastrou por todo o país durante o ano de 1997. O diagnóstico laboratorial de sarampo foi firmado em 7 dos 11 pacientes examinados, por detecção direta de IgM específico em amostras de soro da fase aguda da doença, por soroconversão de IgG em um par de amostras da fase aguda e convalescente, pelo isolamento do vírus em culturas de linhagem B95a e pela detecção do RNA viral por PCR em linfócitos do sangue periférico e na urina. O quadro clínico apresentado pelos pacientes nem sempre correspondeu à forma clássica do sarampo. Um jovem adulto, que havia sido vacinado contra o sarampo, apresentou um quadro clínico modificado. Os 4 casos restantes foram negativos em todas as provas laboratoriais para o sarampo, tendo diagnóstico final de exantema súbito (2 casos), escarlatina e Doença de Kawasaki. O presente estudo reforça o ponto de vista de que os sinais e sintomas clínicos são geralmente insuficientes para estabelecer um diagnóstico preciso de sarampo na era pós-vacinal, sendo indispensável um sistema de vigilância baseado em resultados laboratoriais que confirmam todos os casos suspeitos, inclusive os casos de sarampo com sorologia IgM-negativa
Biblioteca responsável: BR68.1