Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Phage amplification assay as rapid method for Salmonella detection

Silva de Siqueira, Regina; E.R. Dodd, Christine; E.D. Rees, Catherine.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-443790

Resumo

The application of rapid methods is crucial for the HACCP program implantation in food industry. In this context, Phage Amplification Assay is a good candidate because is based on the interactions of phage and their host bacteria. This method using phage P22 was applied with to detect Salmonella cells in chicken breast. Samples of 25 g of chicken breast were diluted and the appropriate dilutions were used in phage amplification assay for Salmonella detection. After 3-4 h of incubation, it was observed a phage titre of approximately 10(4) pfu mL-1, indicating that there were Salmonella cells which were naturally present in the meat. The presence of Salmonella cells were verified by using direct plating on XLD agar and by conventional enrichment procedure. The colonies suspected to be Salmonella were serologically tested and were identified as belonging to the serogroups B (S. typhimurium group) and D (S. enteritidis group). It can be concluded that this method provides a rapid and alternative application for Salmonella detection in food samples reducing both time and laboratory work to 3-4 hours.
A aplicação de métodos rápidos é crucial para a implantação de programas de HACCP em indústrias de alimentos. Neste contexto, o método de amplificação de bacteriófagos é um instrumento de diagnóstico importante porque está baseado na interação dos bacteriófagos com suas células hospedeiras. Este método, usando o bacteriófago P22, foi aplicado para detectar Salmonella em peito de frango. Amostras de 25 g de peito de frango foram diluídas e as diluições apropriadas foram usadas no método de amplificação de bacteriófagos na detecção de Salmonella. Após 3-4 horas de incubação, foi observado uma titulação de partículas virais de, aproximadamente, 10(4) ufp mL-1 (unidades formadoras de placas virais), indicando a presença de células de Salmonella na carne de frango. A comprovação da presença de Salmonella neste produto foi verificada usando-se plaqueamento direto em ágar XLD e procedimento de enriquecimento convencional. As colônias suspeitas de Salmonella foram sorologicamente testadas e identificadas como pertencendo aos sorogrupos B (grupo de S. typhimurium) e D (grupo de S. enteritidis). Portanto, concluiu-se que este método pode ser aplicado, na detecção de Salmonella em alimentos, porque fornece rápido e conclusivo resultado, reduzindo o tempo de análise e o trabalho laboratorial para 3-4 horas.
Biblioteca responsável: BR68.1