Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Acetabular deepening in the treatment of severe canine hip dysplasia / Aprofundamento do acetábulo no tratamento de displasia coxofemoral grave em cães

Iamaguti, Paulo; Iamaguti, Luciana S; Sartor, Raquel.
Pesqui. vet. bras; 29(2): 163-166, 2009. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-445

Resumo

A technique to restore acetabular anatomy by deepening the acetabular cavity and reconstructing the femoral head ligament and the joint capsule was tested on nine large breed dogs with severe hip dysplasia and acute subdislocation or dislocation. The technique consisted of two phases. First, all dogs were submitted to bilateral pectinotomy. In a second surgical intervention on the same dogs the acetabulum was approached and deepened, and the femoral head ligament and the joint capsule were reconstructed. In general, within 30 days of the surgery dogs could stand on the operated member to walk. Except for two dogs, all the others recovered pelvic member locomotive ability within 60-90 days after surgery. It is concluded that acetabuloplasty is a good alternative for treatment of severe canine hip dysplasia.(AU)
Uma técnica para restituir a anatomia acetabular com aprofundamento da cavidade acetabular e reconstrução do ligamento da cabeça do fêmur e da cápsula articular, foi testada em nove cães, de raças de grande porte, portadores de displasia coxofemoral grave com subluxação acentuada ou luxação. O procedimento cirúrgico foi constituído de duas fases. Inicialmente, foi realizada a pectineotomia bilateral em todos os cães. A segunda intervenção nos mesmos cães incluiu abordagem e aprofundamento do acetábulo, reconstrução do ligamento da cabeça do fêmur e da cápsula. Em geral, 30 dias após a cirurgia, os cães apoiavam o membro operado para se locomover. Com exceção de dois cães, todos os outros recuperaram a função locomotora do membro pélvico dentro de 60-90 dias. É concluído que a técnica de acetabuloplastia é uma boa alternativa para o tratamento da displasia coxofemoral grave.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1