Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Semen quality and concentration of soluble proteins in the seminal plasma of Alpine bucks /îen / Qualidade seminal e concentração das proteínas solúveis do plasma seminal de bodes da raça Alpina

Martins, Leonardo Franco; Baracat-Pereira, Maria Cristina; Guimarães, José Domingos; Guimarães, Simone Eliza Facione; Pinho, Rogério Oliveira.
R. bras. Saúde Prod. Anim.; 11(2): 547-554, 2010. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-4450

Resumo

It was aimed to study the in vitro seminal quality analyzed by complementary tests and to compare them with physical, morphological and biochemical aspects of male goat semen of the Alpine breed. This experiment took place at the Federal University of Viçosa, situated at 20º45 S latitude and 42º51 W longitude, Southwest of Brazil. It was done during the summer months of January and February, and three adult male goats of the Alpine breed were used in intensive conditions. The semen was collected by
artificial vagina method. In all semen samples (45 ejaculates), after the physical and morphological analysis, the hiposmotic test was done. In 24 ejaculates, it were done thermoresistance test, and in 21 ejaculates it were determined the concentration of total soluble proteins in seminal plasma. The male goats presented difference in the semen physical and morphological aspects, in the hiposmotic test and thermo-resistance test, but they did not presented difference in total soluble proteins concentration in seminal plasma. Results of the slow thermo-resistance test and hiposmotic test were positively correlated (r = 0.60). It was concluded, according to our results, that the concentration of total soluble proteins in seminal plasma can not be used as a parameter to predict the seminal quality of Alpine bucks.(AU)
Objetivou-se estudar a qualidade seminal por testes complementares e comparar com os aspectos físicos, morfológicos e bioquímicos do sêmen de bodes da raça Alpina. O experimento foi realizado na Universidade Federal de Viçosa, situado a 20º45 S de latitude e 42º51 WG de longitude, durante os meses de janeiro e fevereiro e foram utilizados 3 bodes da raça Alpina criados sob condições intensivas. O sêmen foi coletado pelo método da vagina artificial. Em todas as amostras de sêmen (45 ejaculados), depois das análises físicas e morfológicas do sêmen, o teste hiposmótico foi realizado. Em 24 ejaculados, procedeu-se ao teste de termorresistência e, em 21, foi determinada a concentração total de proteínas solúveis do plasma seminal. Os machos caprinos apresentaram diferenças nos aspectos físicos e morfológicos do sêmen, no teste hiposmótico e termorresistência, mas não apresentaram diferenças nas concentrações totais de proteínas solúveis do plasma seminal. Os resultados do teste de termorresistência e hiposmótico apresentaram correlação positiva (r = 0,60). Conclui-se de acordo com os nossos resultados que a concentração de proteínas solúveis do plasma seminal não pode ser utilizada como parâmetro para predizer a qualidade seminal de bodes da raça Alpina. (AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1