Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Reproductive aspects of piranhas Serrasalmus spilopleura and Serrasalmus marginatus into the Upper Paraná River, Brazil

S. Setor Jardim dos Ipês) Agostinho, C..
Braz. J. Biol.; 63(1)2003.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-445775

Resumo

Construction of the Itaipu Dam, 150 km downstream from Sete Quedas Falls, resulted in the drowning of that natural geographic barrier, with consequent invasion of Serrasalmus marginatus in the upper stream. This event was followed by the reduction in the abundance of the native species, S. spilopleura. Analyzes of reproductive activity these species revealed that in lotic waters S. marginatus had a very intense reproductive activity while activity of S. spilopleura was nil. This, probably made it possible for the invading species to occupy new environments into the Upper Paraná River, using the river as an entry port. In the 1987-1988 period there was a marked decline in reproductive activity of S. spilopleura reflecting the negative effects of its interaction with the invading species, S. marginatus. The assertiveness of S. marginatus in caring for its offspring and aggressiveness in establishing its feeding territory may be the determining factor for its competitive superiority over S. spilopleura, and consequently its success in colonizing the Upper Paraná River. In addition to the negative interference of S. marginatus, a possible recruitment failure of S. spilopleura could have benefited the colonization of the floodplain by the invader species.
A construção da barragem de Itaipu, 150 km a jusante do salto de Sete Quedas, resultou no afogamento da barreira geográfica natural com conseqüente invasão de Serrasalmus marginatus no trecho superior do rio. Este evento foi seguido pela redução na abundância da espécie nativa, S. spilopleura. A análise da atividade reprodutiva dessas espécies revelou que, nos ambientes lóticos, S. marginatus apresentou atividade reprodutiva muito intensa enquanto a atividade de S. spilopleura foi nula. Isto provavelmente possibilitou à espécie invasora ocupar novos ambientes do alto rio Paraná, usando o rio como porta de entrada. No período de 1987-1988 ocorreu forte redução na atividade reprodutiva de S. spilopleura, interpretada como reflexo do efeito negativo da interação com a espécie invasora. A agressividade de S. marginatus no cuidado da prole e na defesa do território de alimentação pode ter sido o fator determinante de sua superioridade competitiva e, conseqüentemente, de seu sucesso na colonização do Paraná superior. Além da interferência negativa de S. marginatus, uma possível falha no recrutamento de S. spilopleura pode ter beneficiado a colonização da planície de inundação pela espécie invasora.
Biblioteca responsável: BR68.1