Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Hydrologic cycle and dynamics of aquatic macrophytes in two intermittent rivers of the semi-arid region of Brazil

Pedro, F.; Maltchik, L.; Bianchini Jr., I..
Braz. J. Biol.; 66(2)2006.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-446133

Resumo

The dynamics of aquatic macrophytes in intermittent rivers is generally related to the characteristics of the resistance and resilience of plants to hydrologic disturbances of flood and drought. In the semi-arid region of Brazil, intermittent rivers and streams are affected by disturbances with variable intensity, frequency, and duration throughout their hydrologic cycles. The aim of the present study is to determine the occurrence and variation of biomass of aquatic macrophyte species in two intermittent rivers of distinct hydrologic regimes. Their dynamics were determined with respect to resistance and resilience responses of macrophytes to flood and drought events by estimating the variation of biomass and productivity throughout two hydrologic cycles. Twenty-one visits were undertaken in the rewetting, drying, and drought phases in a permanent puddle in the Avelós stream and two temporary puddles in the Taperoá river, state of Paraíba, Northeast Brazil. The sampling was carried out by using the square method. Floods of different magnitudes occurred during the present study in the river and in the stream. The results showed that floods and droughts are determining factors in the occurrence of macrophytes and in the structure of their aquatic communities. The species richness of the aquatic macrophyte communities was lower in the puddles of the river and stream subject to flood events, when compared to areas where the run-off water is retained. At the beginning of the recolonization process, the intensity of the floods was decisive in the productivity and biomass of the aquatic macrophytes in the Taperoá river and the Avelós stream. In intermediate levels of disturbance, the largest values of productivity and biomass and the shortest time for starting the recolonization process occurred.
A dinâmica de macrófitas aquáticas em rios intermitentes está relacionada com as características de resistência e resiliência das plantas as perturbações hidrológicas da cheia e da seca. A região semi-árida do Brasil apresenta rios e riachos intermitentes, com ocorrência de eventos de perturbação em diferentes graus de intensidade, freqüência e duração ao longo de um ciclo hidrológico. O objetivo deste estudo foi determinar a ocorrência e variação de biomassa de espécies de macrófitas aquáticas em dois rios intermitentes de regime hidrológico distintos. A dinâmica foi determinada pelas respostas de resistência e resiliência das plantas aos eventos de cheia e de seca, através da variação da biomassa e produtividade ao longo de dois ciclos hidrológicos. Foram realizadas 21 visitas de campo durante as fases de reinundação, vazante e seca, em uma poça permanente localizada no riacho Avelós e duas poças temporárias no rio Taperoá, estado da Paraíba, Brasil. A amostragem foi feita de acordo com o método dos quadrados. Durante o estudo ocorreram cheias de diferentes magnitudes no rio e no riacho. Os resultados mostram a cheia e a seca como fatores determinantes na ocorrência e na estrutura da comunidade de macrófitas aquáticas. A riqueza da comunidade de macrófitas aquáticas foi menor nas poças do rio e riacho, sujeitos a eventos de cheia, quando comparada com a área de retenção de água, formada principalmente por escoamento superficial. A intensidade das cheias foi determinante no início da recolonização, na produtividade e na biomassa das espécies de macrófitas aquáticas no rio Taperoá e no riacho Avelós. Os maiores valores de produtividade, biomassa e o menor tempo para o início da recolonização ocorreram em níveis intermediários de perturbação.
Biblioteca responsável: BR68.1