Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Níveis de proteína e de vitamina E para matrizes de frango de corte. 1. Efeito sobre o desempenho das matrizes, composição do ovo e desempenho da progênie

Barreto, S.L.T.; Ferreira, W.M.; Gonçalves, T.M..
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-447513

Resumo

This study was carried out with the objective of evaluating the effects of supplementation of two levels of crude protein (14 and 16% CP) and vitamin E (25 and 250mg VE/kg) in the diet on the performance and egg composition of broiler breed hens and on the performance of their progeny during the laying period (24-to-54 weeks of age). Thus 480 female and 48 male Ross breeder 18-week-old birds were randomly distributed in 16 floor pens, with 30 females and three males in each one. The diets were based on corn and soybean meal, and all them were isoenergetics (2750kcal ME/kg). The experimental design was a complete randomized block and the treatments were arranged in 2 × 2 factorial (CP × VE levels) with two repetitions each. Egg production/hen/day, egg weight, egg number/hen housed, viability, final female body weight and egg yolk percentage were not affected (P>0.05) by the treatments, and no interaction between CP and VE was observed. Hens fed diet with 16% CP, supplemented with 25 or 250mg VE/kg, had smaller egg shell and greater albumen percentage (P 0.05). Diet with 250mg VE/kg resulted in greater alpha tocopherol concentration in the yolk (P 0.05). No effects of CP or VE levels were observed on incubation performance in both studied ages (32nd and 52nd week), i.e., on incubated egg weight, on eclodibility, on relationship between egg weight and neonatal chick weight, and on subsequent performance of the progeny. However, greater neonatal chick weight (P 0.01) was observed in those from 32 week-old broiler breed hens fed diet containing 16% CP and 250mg VE/kg. It can be concluded that a 14% CP with 25mg VE/kg diet provides sufficient CP and VE to assure the productive and reproductive performance of broiler breeder hens during the laying period.
Avaliou-se o efeito da suplementação de dois níveis de proteína bruta (PB), 14 e 16%, e dois de vitamina E (VE), 25 e 250mg/kg, na dieta sobre o desempenho e composição do ovo de matrizes de frangos de corte, entre 24 e 54 semanas de idade e sobre o desempenho de suas progênies. Foram alojadas 480 fêmeas e 48 machos da linhagem Ross, com 18 semanas de idade, em 16 boxes com 30 fêmeas e 3 machos em cada um. As dietas foram à base de milho e farelo de soja, sendo todas isocalóricas (2750kcal de EM/kg). O delineamento experimental foi o inteiramente ao acaso, constituído de quatro tratamentos em esquema fatorial 2×2, sendo dois níveis de PB (NPB) e dois níveis de VE (NVE), representados por quatro repetições cada um. A produção de ovos/ave/dia, o número de ovos/ave-alojada, o peso do ovo, a viabilidade, o peso corporal das fêmeas no final do experimento e a percentagem de gema no ovo não foram influenciados (P>0,05) pelos tratamentos e nem pela interação entre NVE × NPB. Menor percentagem de casca (P 0,05) e maior percentagem de albúmen (P 0,05) foram obtidos em ovos de aves que receberam o maior NPB na dieta, independente do NVE suplementado na dieta. Maior concentração de alfa-tocoferol na gema foi obtida em ovos de matrizes que receberam dieta suplementada com 250mg de VE/kg (P 0,05). O rendimento de incubação em ambas as idades estudadas (32ª e 52ª semanas) resultou em efeitos não significativos (P>0,05) dos NPB e dos NVE, representados pelo peso do ovo incubado, pela taxa de eclosão, pela razão entre o peso do ovo e o peso da progênie e pelo desempenho da progênie até a idade de abate. Porém, maior peso ao nascer (P 0,01) foi encontrado na progênie proveniente de reprodutoras com 32 semanas de idade, que receberam dieta com maior NPB e maior NVE. Dieta com 14% de PB e suplementada com 25mg de VE/kg é suficiente para assegurar o desempenho produtivo e reprodutivo satisfatório de matrizes de frangos de corte durante a fase de produção.
Biblioteca responsável: BR68.1