Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Avaliação nutricional do fósforo disponível de quatro fontes de fósforo para suínos em fase de terminação

Veloso, J.A.F.; Medeiros, S.L.S..
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-447563

Resumo

The objective of this experiment was to evaluate four phosphorus (P) sources on finishing pigs perfomance from 60 to 100kg weight, considering their available phosphorus. Thirty two castrated male crossbred pigs, were randomly distributed in four treatments with four replications with two animals each. The rations used were isoproteic and isocaloric and the P sources were added to complete 100% of the available P pig requirements, according to the P biological value, previously determined. The P sources were: bicalcium phosphate standard (BPS), triple superphosphate (TSP), monoammonium phosphate (MAP) and the association between 20% Patos de Minas rock phosphate (PMP) and 80% BPS. The parameters analyzed by SNK test were: weight gain, feed consumption, feed conversion and fluorine consumption. Only weight gain and feed consumption were significantly different (P 0,05) amongst the treatments. TSP treatment showed the lowest values of weight gain and feed consumption. The fluorine consumption was significantly different amongst the treatments. Lower fluorine consumption was observed in MAP and BPS, while it was highest with PMP and TSP treatments. The use of available phosphorus values appear to be appropriate for diet calculation. The phosphorus sources tested could be used on finishing swine feeding, with emphasis in the association between PMP with better quality phosphate.
O experimento teve como objetivo avaliar a inclusão de fontes de fósforo (P), considerando-se seu fósforo disponível, sobre o desempenho de suínos em fase de terminação (60 a 100kg). As fontes avaliadas foram: fosfato bicálcico padrão (FBP), fosfato supertriplo (FST), fosfato monoamônio (FMA) e a consorciação de fosfato bicálcico padrão (80%) com o fosfato de Patos de Minas (FPM - 20%). Foram utilizados 32 leitões, machos, castrados, mestiços de raça tipo carne, com peso médio de 60kg. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente ao acaso, com 4 tratamentos, com 4 repetições de 2 animais cada. As dietas foram isoprotéicas e isoenergéticas adequadas para a fase de terminação. Avaliaram-se o ganho de peso, o consumo de ração, a conversão alimentar e o consumo de flúor. Foram observadas diferenças significativas (P 0,05) entre tratamentos somente para ganho de peso e consumo de ração. O fosfato supertriplo foi significativamente inferior aos demais fosfatos, apresentando o menor ganho de peso (37,4kg). Porém, não houve diferença no ganho de peso entre os animais alimentados com os fosfatos FBP (40,45kg), FMA (40,45kg) e a mistura de 20% de FPM e 80% de FBP (45,10kg). Também não houve diferença no consumo de ração em função dos fosfatos FBP (133,91kg), FMA (144,70kg) e da mistura de 20% FPM e 80% de FBP (146,71kg). A conversão alimentar não foi afetada pelos fosfatos, variando entre 3,24 e 3,54. O consumo de flúor, diferiu estatisticamente nos quatro tratamentos, sendo maior nos animais alimentados com 20% de FPM (30,80g), seguido do FST (9,24g), FBP (3,65g) e FMA (2,16g). Os níveis de fósforo disponível das fontes avaliadas revelaram-se adequados para suínos em fase de terminação, portanto a adoção dos valores de biodisponibilidade do fósforo dos suplementos deve ser um critério recomendado nas formulações e rações. As fontes de fósforo testadas podem ser recomendadas para utilização em rações de suínos em fase de terminação, ressaltando a indicação da consorciação do fosfato de Patos de Minas com outro fosfato de qualidade superior.
Biblioteca responsável: BR68.1