Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Estudo da população microbiana e da liberação de amônia da cama de frangos tratada com gesso agrícola

Sampaio, M.A.P.M.; Schocken-Iturrino, R.P.; Sampaio, A.A.M.; Berchielli, S.C.P.; Biondi, A..
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-447578

Resumo

The present work was carried out with the objective of evaluating the microbial population (total bacterial counts) and ammonia release from wood shaving broiler litter treated with gypsum, during the rearing cycle. A total of 1440 one-day chicks were used conventionally, housed under a density of nine birds per m². Data were collected at the beginning, on the 25th day and at the end of the experiment (49th day). The experimental design was a completely randomized, in a 4× 2+1 factorial scheme (gypsum levels × applications forms) with nine treatments, four replications and 40 birds per experimental unit. It was showed the inhibiting capacity of gypsum over ammonia volatilization, from broiler litter, during a period of 25 days and at the end of the experiment, mainly with the application in parcels, favouring a decrease of the total bacterial counts.
O presente trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar a população microbiana (contagem padrão) e a liberação de amônia da cama de frangos de maravalha tratada com gesso agrícola, durante o ciclo de criação das aves. Foram utilizados 1440 pintos de um dia para corte, criados em galpão convencional dividido em boxes, sob densidade de nove aves/m². Os dados das variáveis analisadas foram coletados no início, no 25º dia e ao final do experimento (49º dia de vida). O delineamento experimental adotado foi o inteiramente ao acaso, com a distribuição de nove tratamentos em esquema fatorial 4 × 2 + 1 (níveis de gesso × formas de aplicação), com quatro repetições e 40 aves por parcela. Os resultados evidenciaram a capacidade inibidora do gesso na volatilização de amônia da cama de frangos no 25º dia e ao final do experimento, principalmente para a aplicação parcelada, implicando no decréscimo da contagem padrão de microrganismos.
Biblioteca responsável: BR68.1