Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Dinâmica populacional de Boophilus microplus (Canestrini, 1887) em bovinos leiteiros mantidos em manejo de pastejo rotativo de capim-elefante

Kasai, N.; Labruna, M.B.; Pires, A.V.; Louvandini, H.; Abdalla, A.L.; Gennari, S.G..
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-447667

Resumo

The dynamics of Boophilus microplus infestation on 20 crossbred heifers under intensively grazing elephant grass pastures was studied during two years. The animals were divided into two groups: heifers in one group (treated group) received acaricide treatments with doramectin during the course of the study. Animals were weighted every six months. The infestation curves observed on treated and control groups showed similar patterns, with peaks of parasitism in the same period. The lowest parasitic burdens occurred during winter months (dry season). In spring early rainy seasons there was a peak of infestation, followed by another in February (late rainy season). Near the end of autumn, tick burdens dropped naturally. The dynamics of tick burdens was not statistically associated with any of the climatic variables analysed (P>0.05). No differences among mean live weights of heifer groups at any of the five weighting periods (P>0.05) were observed. Peaks of engorged females were associated with dropping of hemoglobin levels in heifers (P 0.01). The dynamics of B. microplus infestation on cattle under intensively grazing elephant grass was similar to other studies conducted under conventional grazing.
De maio de 1996 a abril de 1998, avaliou-se a dinâmica do parasitismo pelo Boophilus microplus em 20 novilhas mestiças, submetidas ao manejo de rotação em piquetes de capim-elefante. Os animais, pesados a cada seis meses, foram distribuídos em dois grupos de 10, sendo realizados tratamentos acaricidas em um deles (grupo tratado). As curvas de infestação nos grupos controle e tratado apresentaram padrões semelhantes, com picos de parasitismo ocorrendo na mesma época. A menor carga parasitária ocorreu no inverno. Na primavera houve um grande pico de infestação por carrapatos, seguido de outro maior em fevereiro. A partir do outono, a carga parasitária declinou naturalmente. Não se obteve associação entre a dinâmica da infestação pelo B. microplus e variáveis climáticas analisadas (P>0,05). Não houve diferença estatística entre as médias de peso dos dois lotes (P>0,05). Observou-se que os picos de fêmeas ingurgitadas nos bovinos corresponderam às quedas nos valores de hemoglobina nestes animais (P 0,01). A dinâmica do parasitismo pelo B. microplus em bovinos sob manejo de rotação de pastagens de capim-elefante mostrou-se semelhante a outros trabalhos conduzidos sob manejo convencional sem o uso de rotação.
Biblioteca responsável: BR68.1