Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Observações clínicas, anatomopatológicas e tratamento de seis casos de dermovilite exsudativa vegetante crônica (cancro da ranilha) de eqüinos

Lacerda Neto, J.C.; Martins Filho, L.P.; Alessi, A.C.; Ferraz, G.C.; Marques, J.A.; Valadão, C.A.A..
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-447706

Resumo

Chronic hypertrophic pododermatitis cases in six horses of different breeds, aging 14 months to 19 years are described. The lesion begun with a infiltrative tissue in the frog and sole regions of the hoof, characterized by a fast and disorganized growth, with a papillary aspect, white colored in the roots and dark on the extremity, with a necrotic secretion and an extremely fetid odor. Microscopically, an exuberant epidermic proliferative tissue was observed, intermingled with little connective tissue. The horses were divided into two treatment groups. In the first group, including three young mares and a foal, showing lesions in only one limb, a surgical resection of the invasive mass was performed, followed by cauterization of the remaining edges and subsequent daily local application of antiseptic substances. In three of these horses, recurrence of the initial lesion occurred, with fast growth of hyperplasic tissue, affecting almost all the frog and half of the sole. Two horses developed contraction deformities of the hoof. In the second group, one male and one female, each with lesions in two limbs, after surgical debridement of the tissue, the animals received daily applications of picric acid 5%, associated to local use of oxitetracyclin. Although one of these cases required a second surgical intervention for removal of the mass, the horses showed after a period of two to three months total absence of the infiltrative tissue. The use of local picric acid 5% and oxitetracyclin associated to previous surgical debridement showed to be more efficient than the use of antiseptic substances in the treatment of chronic hypertrophic pododermatitis.
Relataram-se oito casos de dermovilite exsudativa vegetante crônica em seis eqüinos de diferentes raças, com idades entre 14 meses e 19 anos. A lesão iniciava-se pelo aparecimento de um tecido podofiloso infiltrativo na região da ranilha e da sola do casco, caracterizado por crescimento rápido e desordenado, de aspecto papiliforme, de coloração esbranquiçada na raiz e escura nas pontas, com secreção necrótica de odor extremamente fétido. Microscopicamente, observou-se a presença de exuberante tecido epidérmico proliferativo, entremeado por escasso tecido conjuntivo. Bactérias gram negativas, associadas à má higiene e umidade, estão incluídas entre os fatores etiológicos, porém prescindem de confirmação científica. Os eqüinos foram divididos em dois grupos de tratamento. No primeiro grupo, constituído de três éguas jovens e um potro, portando lesões em apenas um membro, realizou-se inicialmente remoção cirúrgica da massa invasiva, seguida de cauterização das bordas restantes e posterior aplicação, diária, local de substâncias anti-sépticas. Em três desses pacientes ocorreram recidivas da lesão inicial, com rápido crescimento de tecido hiperplásico, atingindo quase toda a ranilha e metade da sola. Dois animais desenvolveram deformidades do casco, denominadas encastelamento. O segundo grupo, constituído por um macho e uma fêmea, com lesões em dois membros, após o debridamento cirúrgico do tecido, receberam aplicações diárias de ácido pícrico a 5%, associado ao uso local de oxitetraciclina. Embora um desses casos tenha requerido uma segunda intervenção cirúrgica para remoção da massa, os eqüinos apresentaram após um período de dois a três meses total desaparecimento do tecido infiltrativo. A utilização de ácido pícrico a 5% e oxitetraciclina local associada ao debridamento cirúrgico prévio mostrou-se mais eficiente que a utilização de substâncias anti-sépticas no tratamento da dermovilite exsudativa vegetante crônica de eqüinos.
Biblioteca responsável: BR68.1