Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Desempenho de novilhos de corte alimentados com dietas contendo quantidades crescentes de concentrado associado à forragem de aveia (Avena strigosa) tratada com uréia

Vargas Jr., F.M.; Bonnecarrère Sanchez, L.M.; Pascoal, L.L.; Oliveira, M.V.M.; Carvalho, P.A.; Montagner, D.; Weber, A.; Bolzan, I.T..
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-447793

Resumo

This experiment was undertaken to evaluate the effect of 40, 55 and 70% of concentrate, associated with a low-quality roughage, on the intake and weight gain of 16 crossbred steers, with an average age of 10 months and 312kg of initial liveweight in a completely ramdomized design with three replicates during 63 days. The roughage consisted of oat (Avena strigosa) treated with urea and the concentrate consisted of corn, rice bran, soybean meal and minerals. All diets contained 12% crude protein. A positive linear response was observed for daily weight gain and dry matter intake (expressed either as kg/animal/day, percentage of live weight or metabolic weight), and a negative linear response was observed for feed:gain ratio. The dry matter intake and daily weight gain increased as the concentrate content became higher. The low quality of the roughage possibly limited the feed and nutrient intake of the animals.
Este trabalho teve por objetivo avaliar o efeito dos níveis 40, 55 e 70% de concentrado associados a um volumoso de baixa qualidade sobre o consumo e ganho de peso de 16 novilhos mestiços, castrados, com 10 meses de idade e peso vivo inicial médio de 312kg, em delineamento inteiramente ao acaso, com três repetições, durante 63 dias. O volumoso usado foi a aveia (Avena strigosa), tratada com uréia e o concentrado era constituído de milho, farelo de arroz, farelo de soja e minerais. Todas as dietas foram ajustadas para conter 12% de proteína bruta. Houve resposta positiva e linear à proporção de concentrado na dieta, para as variáveis ganho de peso diário e consumo de matéria seca expresso em kg/animal/dia, em percentagem do peso vivo e em g por kg de peso metabólico em função da proporção de concentrado na dieta. Houve resposta linear negativa para conversão alimentar. O consumo de matéria seca e o ganho de peso diário aumentaram na medida em que se elevou a proporção de concentrado na dieta. O volumoso de baixa qualidade empregado possivelmente limitou o consumo e conseqüentemente o aporte de nutrientes.
Biblioteca responsável: BR68.1