Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Esvaziamento gástrico e jejunal proximal em ratos submetidos ou não à gastrectomia parcial com reconstrução do trânsito intestinal em Y de Roux ou a Billroth II

José Garani, Flavio; Ferreira Novo, Neil; Juliano, Yara; José Fagundes, Djalma.
Acta cir. bras.; 12(1)1997.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-447965

Resumo

The aim of this study was to determine the effects of ROUX-EN-Y or BILLROTH II gastrojejunostomy in gastric and proximal jejunal emptying of nutrient liquid meal. Four groups of ten WISTAR rats were used: sham {group I), antrectomy and ROUX-EN-Y gastrojejunostomy (group II), subtotal gastrectomy and ROUX-EN-Y gastrojejunostomy (group III) and antrectomy and BILLROTH II gastrojejunostomy (group IV). The gastric and proxima! jejunal emptying were measured one week after surgery, 60 minutes after gastric introduetion of 1 ml of 99mTc labeled uncooked scrainbled egg. Afler this interval the stomach, proximal intestine, small bowell remaining and colon of each rat were excised and placed in separate containers. The absolute amounts of the radionuclide present in each segment was determined in an ionization camera. The relative amounts was calculated and compared. The gastric emplying Ín ROUX-EN-Y antrectomy group was faster than sham group and slower than ROUX-EN-Y subtotal gastrectomy group ( 0,05), but didn't present a significant difference in relation to antrectomy BILLROTH II group. The ROUX limb emptying (groups II and III) was not significantly different than efferent loop (group IV). !t was concluded that the gastric emptying of nutrient liquid was similar in ROUX-EN-Y and BILLROTH II antrectomy and that in ROUX-EN-Y reconstruction the gastric emptying was faster in subtotal gastrectomy than antrectomy.
Estudou-se os efeitos da reconstrução gastrojejunal em Y de ROUX (YR) ou a BILLROTH II (BII) no esvaziamento gástrico (EG) e jejunal proximal de líquido nutriente. Constitui-se quatro grupos de dez ratos Wistar machos: simulado (grupo I), antrectomia em YR (grupo II), gastrectomia subtotal em YR (grupo III) e antrectomia a BII (grupo IV). O EG e jejunal proximal foram avaliados no sétimo dia de pós-operatório, 60 minutos após a introdução gástrica de ovo cru mexido marcado com Tc99m. Após esse tempo, retirou-se separadamente o estômago, intestino proximal e restante do intestino, seguindo-se da quantificação do radioisótopo presente em cada segmento, numa câmara de ionização. O EG foi mais rápido nos animais gastrectomizados do que naqueles sem gastrectomia ( 0,05). O EG no grupo antrectomia em YR foi mais lento do que no grupo gastrectomia subtotal em YR ( 0,05), mas não apresentou diferença significante com relação ao grupo antrectomia a BII. O esvaziamento da alça de ROUX (grupos TI e III) não mostrou diferença significante em relação ao da alça eferente de igual comprimento (grupo IV). Concluiu-se que o EG de liquido nutriente foi semelhante na antrectomia em YR ou a BII e que nas reconstruções em YR, foi mais rápido na gastrectomia subtotal do que na antrectomia.
Biblioteca responsável: BR68.1