Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

FÍSTULA BÍLIO-BRÔNQUICA: RELATO DE CASO E REVISÃO DE LITERATURA

RIBEIRO RODRIGUES, OLAVO; CRISTINA DE OLIVEIRA QUIM, ANDREA; MINAMOTO, HÉLIO; STORTE MATHEUS, ROBERTO; FERNANDES SCHMIDT JUNIOR, AURELINO.
Acta cir. bras.; 13(4)1998.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-448049

Resumo

In the present case report is presented a patient with bilio-bronchial fistula secondary to choledocholithiasis surgically treated at the University of Mogi das Cruzes Hospital. It is a 35-year-old female patient which initial clinical features were continuous hypochondrium pain, accompanied by obstructive jaundice and bilioptysis that reached one liter in a period of 24 hours. The diagnosis was confirmed by X-ray exams and by abdominal ultrasonography. The treatment consisted in laparotomy, cholecistectomy, choledochotomy and extraction of two stones from biliary tract, drainage of biliary tree, intraoperative cholangiography and separation of the hepatic capsule from the right diaphragmatic cupula. At the postoperative follow-up was observed a total regression of the bilioptysis and disappearance of the jaundice after the seventh postoperative day. The patient was submitted to bronchography that did not reveal anatomical changes on the right lowers bronchi by biliary flood. The patient is on the seventh postoperative year without any evidence of the disease.
No presente trabalho é relatado um caso de paciente portadora de fístula bílio-brônquica (FBB) secundária a coledocolitíase tratada no Hospital da Universidade de Mogi das Cruzes e é feita uma revisão da literatura pertinente ao assunto. Tratava-se de uma paciente, 35 anos, feminino, parda, cujo quadro clínico inicial era dor em hipocôndrio direito, de caráter contínuo, acompanhada de icterícia do tipo obstrutivo e bilioptise que atingia até um litro em 24 horas. O diagnóstico foi confirmado por radiografia simples de abdome e ultra-sonografia abdominal. O tratamento consistiu em laparotomia, colecistectomia, coledocotomia com retirada de dois cálculos, drenagem de vias biliares, colangiografia intra-operatória e liberação da cápsula hepática da cúpula frênica direita. A evolução pós-operatória foi satisfatória, com regressão da bilioptise no pós-operatório imediato. Houve regressão progressiva da icterícia em torno do sétimo dia do pós-operatório. A paciente foi estudada com broncografia após 24 meses que mostrou não haver alterações anatômicas dos brônquios basilares direitos pela inundação biliar. A paciente encontra-se no sétimo ano de seguimento sem evidência da doença.
Biblioteca responsável: BR68.1