Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Padronização de modelo experimental para estimulação elétrica artificial atrial em coelhos

Papa Taniguchi, Fabio; Sérgio Martins, Antonio; R. Padovani, Carlos; A Moraes Silva, Marcos.
Acta cir. bras.; 14(3)1999.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-448075

Resumo

The aim of the present study was to standardize an experimental model for artificial atrial heart pacing in rabbits. Twenty rabbits(Norfolk-2000, both sexes with minimum weigth of 2200g) were studied. After endovenous anesthesia with pentobarbital sodium(30mg/Kg) the external jugular vein was dissected and a pacemaker lead(Ethicon FONT FACE="Symbol">â /font> ) was introduced through left cava vein until the rigth atriun. The eletric parameters(P wave, resistance and threshold) were accomplished at surgical time and at 7, 14 and 21 post-operative day. These experimental moments were denominated M1, M2, M3 and M4 respectively. The statistical analisys showed significant difference between M1 and all others experimental moments. The results are compatible with the actual knowlodge of artificial heart pacing in others animal species and in human beings. The present model showed to be viable for artificial pacing studies.
O presente estudo teve por objetivo padronizar modelo experimental de estimulação cardíaca artificial atrial em coelhos. Foram utilizados 20 coelhos raça Norfolk-2000 de ambos os sexos com peso mínimo de 2200g. Após anestesia endovenosa com pentobarbital(30mg/Kg), foi dissecada a veia jugular externa esquerda e introduzido eletrodo Ethicon FONT FACE="Symbol">Ò /font> especialmente preparado, até átrio direito via veia cava esquerda. Foram realizadas leituras dos parâmetros elétricos(ondaP, resistência e limiar de comando) no ato cirúrgico e com 7, 14 e 21 dias denominados M1,M2, M3 e M4 respectivamente. Observamos diferença significativa em todos as variáveis analisadas entre M1 e demais momentos. Os resultados são compatíveis com o que se conhece de estimulação cardíaca artificial em outras espécies animais e no homem. O presente modelo mostrou ser viável para estudos de estimulação cardíaca artificial.
Biblioteca responsável: BR68.1