Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Ocorrência de desvio radicular em dentes de cão

Antonio Gioso, Marco; Lima Correa, Herbert; A. F. A. Venturini, Michèle; Bertoni Pompeu, Marcelo; Intelizano, Wagner.
Acta cir. bras.; 15(1)2000.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-448095

Resumo

This paper studied the deviation of the root in 115 central or intermediate incisors teeth, 34 canine teeth and 19 upper fourth pre-molar teeth, totaling 168 teeth. The deviation was evaluated by means of images taken in VHS Systems of all teeth projected in a square-lined transparent sheet. The results showed 77,4% of deviation for the incisors, with 61,0% being moderate, 28,5% slight and 10,5% severe (the latter, only in the apical third of the root), according to SCHNEIDERS6 classification of curvature of the root canals. For the canine teeth, 47,1% showed deviation, with 75,0% moderate and 25,0% slight. For the upper fourth pre-molar the there were 89,4% deviated roots, with 75,0 % moderate deviation, 16,7% slight and 8,3% severe ones. As compared to teeth of human beings, the deviation of the root in teeth of dogs is low, showing much less pitfalls for the root canal treatment, mainly its instrumentation.
O presente trabalho analisa a ocorrência de desvio radicular em 115 incisivos centrais e intermédios, 34 caninos e 19 quarto pré-molares superiores, totalizando 168 dentes. O desvio foi avaliado por imagens de vídeo VHS sobrepostas a um quadriculado. Os resultados mostram que 77,4% dos incisivos apresentam desvios, sendo 61,0% moderados, 28,5% pequenos e 10,5% severos (estes, apenas nas extremidades do terço apical), de acordo com adaptação da técnica proposta por SCHNEIDER6 para determinação e classificação do grau de curvatura dos canais. Para os caninos anotam-se 47,1% dos dentes com desvio, sendo 75,0% moderados e 25,0% pequenos. E para os quarto pré-molares superiores observam-se 89,4% dos dentes com desvio, sendo 75,0% moderados, 16,7% pequenos e 8,3% severos. Comparados aos desvios radiculares observados na Odontologia Humana, concluímos que a ocorrência dos mesmos é baixa para a espécie canina facilitando a instrumentação do canal radicular.
Biblioteca responsável: BR68.1