Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Behavior of cholinesterase and liver mitochondrial function in dogs submitted to normothermic ischemia and reperfusion

Pinto Fernandes, Luis; Kumar Sankarankutty, Ajith; Garcia Pacheco, Eduardo; Centurion, Sérgio; Cecília Jordani, Maria; de Castro e Silva Jr, Orlando.
Acta cir. bras.; 182003.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-448575

Resumo

PURPOSE: The plasmatic activity of the cholinesterase (CHE) and the liver mitochondrial function, expressed by the ratio of respiratory control (RCR), were studied during normothermic ischemia. METHODS: Sixteen adult mongrels, eight females and eight males were submitted to ischemia by clamping of the hepatic artery, portal vein and infrahepatic inferior vena cava, infra-hepatic, for two h, follwed by reperfusion for 1 h. The CHE and the mitochondrial function were evaluated at 60 and 120 min. of ischemia and at 15 and 60 minutes of reperfusion. RESULTS: The CHE decreased, significantly, during ischemia and in reperfusion. The RCR was decreased at 120 min. of ischemia, returning to the initial values on reperfusion. CONCLUSION: In this study, the CHE was a sensitive indicator of ischemic injury , suggesting irreversibility of ischemia injury. The RCR, by other side, showed a greater sensibility than the CHE in detection sense, during the studied period, the reversibility of the hepatic ischemic injury.
OBJETIVO: A atividade plasmática da colinesterase (CHE) e a função mitocondrial do fígado expressa pela RCR- razão de controle respiratório mitocondrial foram estudadas durante a isquemia/reperfusão hepáticas. MÉTODOS: Dezesseis cães adultos sem raça definida (oito machos e oito fêmeas) foram submetidos a isquemia normotérmica por pinçamento do pedículo hepático e da veia cava inferior infra-hepática por 2 horas, seguida de 15 e 60 minutos de reperfusão.A CHE e a RCR foram avaliadas após 60 e 120 minutos de isquemia e após 15 e 60 minutos de reperfusão. RESULTADOS: Os níveis de CHE diminuíram significativamente na isquemia e reperfusão.A RCR diminuiu após 120 minutos de isquemia retornando a níveis semelhantes ao controle após a reperfusão. CONCLUSÃO: A CHE foi sensível para indicar a lesão isquêmica, sugerindo irreversibilidade da lesão. Já a RCR foi mais sensível no sentido de detectar a reversibilidade da lesão isquêmica após a reperfusão.
Biblioteca responsável: BR68.1