Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Translocation of 99mTc labelled bacteria after intestinal ischemia and reperfusion

Assi João, Samir; Suassuna Silvestre de Alencar, Suelene; da Cunha Medeiros, Aldo; Otília Fernandes Diniz, Simone; Nascimento Cardoso, Valbert; Teixeira Brandt, Carlos.
Acta cir. bras.; 19(4)2004.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-448624

Resumo

PURPOSE: Ischemia and reperfusion of the small intestine disrupts gut barrier, causes bacterial translocation and activates inflammatory responses. An experimental study was planned to evaluate if 99mTc labelled Escherichia coli translocates to mesenteric lymph nodes, liver, spleen, lung and serum of rats submitted to mesenteric ischemia/reperfusion. Additionally, it was observed if the time of reperfusion influences the level of translocation. METHODS: Forty male Wistar rats underwent 45 minutes of gut ischemia by occlusion of the superior mesenteric artery. The translocation of labelled bacteria to different organs and portal serum was determined in rats reperfused for 30 minutes, 24 hours, sham(S) and controls(C), using radioactivity count and colony forming units/g (CFU). RESULTS: All the organs from rats observed for 24 hours after reperfusion had higher levels of radioactivity and positive cultures (CFU) than did the organs of rats reperfused for 30 minutes, C and S, except in the spleen (p 0,01). CONCLUSION: The results of this study indicated that intestinal ischemia/reperfusion led to bacterial translocation, mostly after 24 hours of reperfusion.
OBJETIVO: Isquemia e reperfusão do intestino delgado têm sido implicadas na quebra da barreira mucosa, na translocação bacteriana e na ativação de reações inflamatórias. Este estudo procurou avaliar se a Escherichia coli marcada com 99mTc transloca para linfonodos mesentéricos, fígado, baço, pulmão e soro de ratos submetidos a isquemia intestinal/reperfusão e se o tempo de reperfusão influencia o fenômeno. MÉTODOS: Quarenta ratos Wistar foram submetidos a 45 minutos de isquemia intestinal através da oclusão da artéria mesentérica superior. A translocação de bactérias marcadas para os diferentes órgãos e soro portal foi determinada em ratos após reperfusão mesentérica por 30 minutos, 24 horas, sham e controles, usando contagem de radioatividade e formação de unidades de colônias/grama de tecido (FUC/g). RESULTADOS: Todos os órgãos dos animais observados com 24 horas de reperfusão intestinal tiveram níveis maiores de radioatividade e culturas positivas (FUC/g) do que os órgãos dos ratos reperfundidos por 30 minutos, os controles, e os sham, com exceção do baço (p 0,01). CONCLUSÃO: Os resultados indicaram que a isquemia e reperfusão intestinal resulta em translocação bacteriana, mais intensamente após 24 horas de reperfusão.
Biblioteca responsável: BR68.1