Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Estudo morfológico das entero-anastomoses com suturas em pontos separados complementados com adesivo sintético ou biológico em coelho

Teixeira do Amaral, Ademir; Omar Taha, Murched; José Fagundes, Djalma; de Jesus Simões, Manuel; Ferreira Novo, Neil; Juliano, Yara.
Acta cir. bras.; 19(4)2004.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-448631

Resumo

PURPOSE: The aim of the research was to verify the efficacy of the fibrin or cianoacrylate glue as coadjuvant in the intestinals anastomosis of rabbits. METHODS: Eighty rabbits, lineage New Zealand, males, adults, were submitted to enterectomy of 3cm and enteroraphy distributed in four groups: Group A (two equidistants stitches); Group B (four equidistants stitches); Group C (six equidistants stitches); Group D (eight equidistants stitches). In 14 days of observation, the animals were submitted to median laparotomy for macroscopic study of the abdominal cavity for identification and evaluation of adherence, dehiscence and fistula. The segment anastomosed was removed and was maked mould of alginate for later evaluation of the index of stenosis. The parts removed were processed for histological study and evaluation of collagen, macrofages, vessels and granulomas. RESULTS: Significant difference was not presented in the evaluation of dehiscence and fistula with the two adhesives between the four subgroups. The adherence occurred in higher number in the subgroups of the synthetical adhesive. The index of stenosis was higher in the animals of the synthetical adhesive only in the subgroups with two and eight stitches. The histological analysis showed that in all the parameters evaluated (macrofages, vessels and granulomas) did not present significant difference between the two kinds of adhesives. In relation the percentagem of collagen was verified that presented significant difference in group B in that the synthetical adhesive was smaller that the biological adhesive. CONCLUSION: The biological adhesive of fibrin show more efficacy that the synthetical adhesive as coadjunvants of suture in the intestinals anastomosis.
OBJETIVO: Verificar a eficácia dos adesivos de fibrina e cianoacrilato como coadjunvantes nas anastomoses de intestino delgado de coelhos. MÉTODOS: Oitenta coelhos, linhagem Nova Zelândia, machos, adultos, foram submetidos a enterectomia de 3cm e enterorrafia e distribuídos em quatro grupos: Grupo A (dois pontos eqüidistantes); Grupo B (quatro pontos eqüidistantes); Grupo C (seis pontos eqüidistantes); Grupo D (oito pontos eqüidistantes). No 14º dia de observação, os animais foram submetidos a uma laparotomia mediana para estudo macroscópico da cavidade abdominal para identificação e avaliação de aderências, deiscências e/ou fístulas. O segmento intestinal anastomosado foi retirado e feito um molde de alginato para posterior avaliação do índice de estenose. As peças retiradas foram processadas para estudo histológico e avaliação de fibras colágenas, macrófagos, neovascularização e granuloma tipo corpo estranho. RESULTADOS: Não houve diferença significante na avaliação de deiscência e fístulas com os dois adesivos entre os quatros sub-grupos. A aderência ocorreu em maior número nos sub-grupos do adesivo sintético. O índice de estenose foi maior nos animais do adesivo sintético somente nos sub-grupos com dois e oito pontos. A análise histológica mostrou que em todos os parâmetros avaliados (macrófago, neovascularização e granuloma) não houve diferença significante entre os dois tipos de adesivos. Em relação a porcentagem de colágeno verificou-se que houve diferença significante somente no grupo B em que o adesivo sintético foi menor que o biológico. CONCLUSÃO: O adesivo biológico de fibrina mostra mais eficácia que o adesivo sintético como complemento de suturas nas anastomoses intestinais.
Biblioteca responsável: BR68.1