Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Utilização da submucosa de intestino delgado porcino como retalho para aumento da capacidade vesical em cães

Hintz Greca, Fernando; Alves de Sousa Filho, Zacarias; de Paula Gomes da Silva, Antônio; Soares Leonel, Izabela; Thomaz Soccol, Andréa; Nery Feres, André; Longhi, Patrícia.
Acta cir. bras.; 19(6)2004.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-448670

Resumo

Purpose: To evaluate the biocompability and histological changes of the porcine intestine submucosa (SIS) used for bladder augmentation in dogs. Methods: eight mongrel dogs underwent laparotomy and a 3cm full-thickness midline cistotomy was performed in its ventral surface. In order to produce an immediate augmentation of the bladder, a porcine SIS patch graft was implanted. On the 30th post-operative day the animals were submitted to a second operation for a grossly evaluation of the implanted graft. Results: there was no finding of seroma, hematoma, abscess, fistula, adhesion and stone formation. The bladder was then removed for histological studies and the animals were sacrificed. A chronic inflammatory process was observed in all animals. The urothelium covered the implant in 100% of the cases and smooth muscles fibers were seen in the graft area. The angiogenesis was significant and reabsorption of the implanted submucosa could be observed. The densitometry of collagen showed that the area occupied by immature collagen type III was greater than the area occupied by the mature collagen, type I. Conclusion: SIS can be used as a bladder substitute, since it acts as a scaffold for tissue regeneration.
Objetivo: Avaliar a biocompatibilidade de um enxerto xenogênico de SID como meio de ampliação da capacidade vesical. Métodos: Oito cães mestiços foram submetidos à laparotomia e abertura da bexiga por incisão mediana de 3cm em sua face ventral. Para aumento da capacidade vesical, bem como sua reconstituição, foi interposto um segmento de submucosa porcina, fixando-o à parede vesical. No 30°dia de pós-operatório os animais foram sacrificados e procedeu-se à análise macroscópica. As peças foram então encaminhadas para fixação, coloração e análise microscópica. Resultados: Não se observou seroma, hematoma, abscesso, fístula, deiscência, aderências, litíase e a não incorporação do enxerto. Microscopicamente observou-se em todos os casos uma proliferação do urotélio que recobriu toda a superfície do enxerto, além da presença de fibras musculares lisas no local do implante. Verificou-se proliferação conjuntiva, principalmente às custas de colágeno imaturo do tipo III e reação inflamatória crônica em todos os animais. A proliferação vascular foi acentuada e a reabsorção da membrana foram também observadas. Conclusão: Asubmucosa de intestino delgado porcino participou como um substrato para a regeneração da bexiga e pode ser uma futura alternativa na reconstrução do trato urinário.
Biblioteca responsável: BR68.1