Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Avaliação de métodos radiológicos na detecção de corpo estranho de madeira em modelo animal

Grant Venter, Neil; Jamel, Nelson; Garcia Marques, Ruy; Djahjah, Flavia; de Souza Mendonça, Leonardo.
Acta cir. bras.; 202005.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-448701

Resumo

PURPOSE: To determine the usefulness of different radiological methods in the diagnoses of wooden foreign bodies (FB). METHODS: Eleven adult chickens were used. Each thigh received a puncture wound and in one of them a wooden splinter was introduced and left in place while in the contralateral it was introduced and removed (control group). After 7 days the animals where killed and the legs removed to be analyzed with conventional radiography (CR), ultrasonography (US), magnetic resonance and computed tomography. The results were viewed by 2 independent senior radiologists. RESULTS: Sensitivity was: CR - 13.6%; US - 63.6%; MR - 59.1%; and CT - 72.7%, with specificity of 100%, 100%, 95.5%, and 95.5%, respectively. The positive predictive value for CR and US was 100%, 95% for CT 95% and 93.8% for MR. CT had a negative predictive value of 78.3%, while US, MR, and CR had 73.7%, 70.1%, and 53.7%, respectively. The accuracy for CT was 84.1%, followed by US - 81.8%, RM - 77.3%, and CR - 56.8%. Inflammatory reaction was histologically demonstrated in all thighs containing FB. CONCLUSION: CR showed a poor performance to detect wooden FB in chickens, while US and CT seem to be the best option, followed by RM.
Avaliar diferentes métodos radiológicos no diagnóstico de corpos estranhos (CEs) de madeira. MÉTODOS: Foram utilizados 11 frangos adultos. Realizou-se lesão perfurante, em cada sobrecoxa do animal. Em um dos lados, foi introduzida e deixada uma farpa de madeira e, na sobrecoxa contralateral, esse mesmo objeto foi introduzido e retirado (Grupo Controle). Após sete dias, os animais foram mortos e tiveram seus membros retirados para avaliação por radiografia simples (RS), ultra-sonografia (US), tomografia computadorizada (TC) e ressonância magnética (RM). Cada exame foi avaliado, independentemente, por dois radiologistas experientes. RESULTADOS: A sensibilidade foi 13,6% para RS, 63,3% para US, 59,1% para RM e 72,7% para TC, com especificidades de 100%, 100%, 95,5% e 95,5%, respectivamente. O valor preditivo positivo foi de 100% para RS e US, de 95% para TC e de 93,8% para RM, enquanto o valor preditivo negativo foi de 53,7%, 73,7%, 78,3% e 70,1%, respectivamente. A acurácia foi de 84,1%, para TC, de 81,8% para US, de 77,3% para RM e de 56,8% para RS. Comprovou-se, histologicamente, presença de reação inflamatória em todas as sobrecoxas que continham CE. CONCLUSÃO: RS apresenta pequena utilidade na detecção radiológica de CE de madeira em frango, devendo-se optar pelo emprego de US e TC, seguido por RM.
Biblioteca responsável: BR68.1