Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Variação fenotípica em frutos de doze introduções de Cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal) avaliadas em Manaus, AM, Brasil

F. da Silva Filho, Danilo; R. Clement, Charles; Noda, Hiroshi.
Acta amaz.; 191989.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-449412

Resumo

SUMMARYPhenotypic variation in fruits of 12 accessions of cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal) evaluated in Manaus, Amazonas, Brazil. The cubiu was domesticated by the amerindians and has considerable economic potential for modern agro-industry. Fruit of 12 accessions werw evaluated to determine differecens among these in yield, fruit shape and dimensions, and several economically important characters ( pulp thickness, juice volume, Brix). There exists considerable variation in all characters evaluated, especially size and number of fruits. Brix varied from 4 to 6 and juice volume from 10 to 30ml, in fruits that varied from 40 to 190 g. There is sufficient variation in these 12 introductions to permit rapid genetic advance during breeding for any agro-industrial requirement.
RESUMOO cubiu foi domesticado pelos ameríndios e tem potencial econômico considerável para a agroindústria moderna. Frutos de doze introduções de cubiu foram avaliados em Manaus para determinar as diferenças entre estas: formato, dimensões e carateres de importância econômica (espessura de polpa, volume do suco, grau Brix). Existe considerável variação entre as introduções para todos os carateres avaliados, especialmente tamanho e número de frutos. A concentração de sólidos solúveis totais variou de 4 a 6 e o volume de suco de 10 a 30 ml em frutos de 40 a 190 g. Conclui-se que estas 12 introduções possuem variação ampla que permite progresso genético rápido no melhoramento para qualquer finalidade agroindustrial.
Biblioteca responsável: BR68.1