Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Avaliação de genótipos dos cafeeiros Arabica e Robusta na Amazônia Ocidental

de Cassia A. PEREIRA, Rita; J. da S. LÉDO, Francisco; L. BERGO, Celso; SIVIERO, Amauri.
Acta amaz.; 30(4)2000.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-449824

Resumo

The behavior of 16 genotypes of coffee (C. arabica and C. canephora) was evaluated in the edaphoclimatic conditions of the state of Acre. The genotypes came from the extinct Brazilian Coffee Institute (Natividade, RJ). The experiment was conducted at Embrapa Acre, Rio Branco, AC, in the period from 1989 to 1996, in a randomized block design, with five repetitions. The characteristics studied were yield of "cherry" fruits and coffee beans, vigor, total height, stem diameter and phytossanitary conditions. The Icatu PR 182039-1 and Conilon ES genotypes showed higher average yield of beans, with 4.345 and 4.147 kg/ha, respectively, followed by Catuaí SH1 EP57C-260, Mundo Novo and Catuaí SH1 EP57C-166, with yields above 2.800 kg/ha. Mundo Novo and Catuaí Amarelo presented higher incidence of Hemileia vastratrix, and Catuaí EP 57-C-260 and Catuaí EP57 C-166 were more susceptible to Pellicularia koleroga. Icatu PR 182039-1, Conilon ES and Catuaí SH1 EP57C-260 were superior to the other genotypes with respect to plant vigor, yield capacity, appearance of the cherries and beans, and show promise for cultivation in the state of Acre.
Avaliou-se o comportamento de 16 genótipos de cafeeiros das espécies C. arabica e C. canephora nas condições edafoclimáticas do estado do Acre. Os genótipos utilizados foram provenientes do extinto Instituto Brasileiro do Café (Natividade, RJ). O experimento foi conduzido no campo experimental da Embrapa Acre, Rio Branco, AC, no período de 1989 a 1996, num delineamento experimental de blocos casualizados, com 5 repetições. As características estudadas foram: produção de café em cereja e côco, vigor, altura da planta, diâmetro do caule e aspectos fitossanitários. Os genótipos Icatu PR182039-1 e Conilon ES foram os que apresentaram as maiores produções médias de café côco, 4.345 e 4.147 kg/ha, respectivamente, e em seguida vieram o Catuaí SH1 EP57C-260, Mundo Novo e Catuaí SH1 EP57C-166, todos com produção acima de 2.800 kg/ha. Quanto a incidência de ferrugem (Hemileia vastratrix), os genótipos Mundo Novo e Catuaí Amarelo apresentaram maior incidência, e os mais susceptíveis a queima do fio (Pellicularia koleroga) foram Catuaí EP 57-C-260 e Catuaí EP57 C-166. Os genótipos Icatu PR 182039-1, Conilon ES e Catuaí SH1 EP57C-260 foram superiores aos demais genótipos quanto a capacidade produtiva, bom aspecto dos frutos e grãos, mostrando-se promissores para o cultivo no Estado do Acre.
Biblioteca responsável: BR68.1