Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Relationship among some phenotypic traits and feedlot performance of Canchim bulls> II - Genetic markers / Estudo de algumas características fenotípicas relacionadas ao desempenho de tourinhos da raça Canchim em confinamento: II - Marcadores genéticos

Ricardo Marcondes da Silva, Luciano; Luiz Viana Coutinho Filho, José; Mello de Alencar, Maurício; Luiz Justo, Célio; Molinari Peres, Roberto; Alves de Siqueira, Paulo.
B. Indústr. Anim.; 53: 11-16, 1996.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-467068

Resumo

The objective of the experiment was to study a possible relationship among some feedlot performance traits of Canchim bulls and biochemical genetic markers (haemoglobin, transferrin, nucleosideo phosphorylase) in three identified different groups of animals for muzzle coloration (dark, pink and intermediate pigmentation). Data were obtained on 50 animals, fed in the São Jorge Farm Feedlot (Cedral, SP) which started the feeding period with an average of 327 kg and 20 months of age and remained in feedlot during 120 days. The blood samples for determination of the biochemical polymorphic groups were obtained in the last weighing. The results indicated no significant genetic markers. There was also no association of the colours of the muzzle and the genetic markers.
O objetivo do trabalho foi estudar uma possível relação entre algumas características fenotípicas de desempenho de tourinhos Canchim em confinamento e marcadores genéticos bioquímicos (hemoglobinas, transferrinas, nucleosídeo fosforilase), em três diferentes grupos de animais identificados pela coloração da mufla (escura, rosada e pigmentação intermediária). Os dados foram obtidos em 50 animais alimentados no confinamento da Fazenda São Jorge (Cedral, SP) que iniciaram o período experimental com médias de peso vivo de 325 Kg e idade de 20 meses, permanecendo no confinamento durante 120 dias. As amostras de sangue para determinação dos grupos polimórficos bioquímicos foram obtidas da últimas pesagem. Os resultados indicaram nenhuma associação significativa do desempenho em confinamento (ganho diário) com a cor da mufla e nem com os diferentes marcadores genéticos. Também não existiu associação das cores da mufla com os marcadores genéticos.
Biblioteca responsável: BR68.1