Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Relationship among some phenotypic traits and feedlot performance of Canchim bulls: I - Wieght gain and polymorphism for muzzle colour / Estudo de algumas características fenotípicas relacionadas ao desempenho de tourinhos da raça Canchim em confinamento: I - Desenvolvimento ponderal e polimorfismo para cor da mufla

Luiz Viana Coutinho Filho, José; Molinari Peres, Roberto; Luiz Justo, Célio; Mello de Alencar, Maurício; George Razook, Alexander; Ricardo Marcondes da Silva, Luciano; Alves de Siqueira, Paulo.
B. Indústr. Anim.; 53: 7-10, 1996.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-467286

Resumo

The objective of this study was to evaluate a possible association between the polymorphism for muzzle colour and feedlot weight gain of Canchim bulls. The experiment was held at two different locations. at the São Jorge Farm, 51 Canchim bulls averaging 20 months of age and 327 kg of body weight at the start of the period were classified in three different groups for muzzle colour (dark, pink and intermediate pigmentation). The same procedure was used for 105 animals in evaluation at the performance test at the Estação Experimental de Zootecnia de Sertãozinho (starting test with 210 days and finishing at 378 days). The results showed no significant association between groups of muzzle colour and daily gain on feedlot.
O objetivo do trabalho for avaliar uma possível associação entre polimorfismo para cor da mufla e desempenho de tourinhos Canchim. O trabalho foi realizados em dois locais diferentes. Na Fazenda São Jorge (Cedral - SP), foram utilizados 51 animais inteiros da raça Canchim com médias de 20 meses de idade e 327 kg de peso vivo ao início do período, e classificados em 3 grupos em relação a cor de mufla (escura, rosada e prigmentação intermediária). O mesmo procedimento foi feito para 105 animais que estavam participando da Prova de Ganho de Peso na Estação Experimental de Zootecnia de Sertãozinho (SP), iniciando a prova com 210 dias e terminando com 378 dias de idade. Os resultados mostraram que não existiu associação significativa entre os grupos com diferentes cores de mucosa e o ganho diário em regime de confinamento.
Biblioteca responsável: BR68.1