Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Forage plants competition in São Paulo State V. São José do Rio Preto / Competição de plantas forrageiras no Estado de São Paulo. V. São José do Rio Preto

dineildineildineildinei; Gastão da Cunha, Paulo; Bufarah, Gilberto; Andrade de Figueiredo, Leopoldo; Molinari Peres, Roberto.
B. Indústr. Anim.; 43(1): 109-124, 1986.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-467982

Resumo

In a field experiment at the Estação Experimental de Zootecnia de São José do Rio Preto, in State of São Paulo, Brazil, was studied, during two years, the adaptation of six grasses and six forage legumes, with and without fertilization. The grasses tested were: Panicum maximum, Jacq., Panicum maximum. Jacq. var. Trichoglume cv. Petrie (green panic), Panicum maximum Jacq. cv. Gatton panic, Setaria anceps Stapf. ex Massey cv. Kazungula, Brachiaria decumbens Stapf. cv. Australiano and Hyparrhenia rufa (Ness) Stapf. The legumes were: Macroptilium atropurpureum DC cv. Siratro, Centrose. me pubescens Benth, Sty/osanthes hamata (L.) Taub. cv. Verano, Calopogonium mucunoides Desv. Glycine wightü Verdc. and Desmodium subsericeum Malme. The results of dry matter yield and protein yield two years of evaluation showed that Pari icum meximum Jacq., Brachiaria decumbens Stapf. cv. Australiano,Macroptilium atropurpureum DC cv. Siratro, Stylosanthes hamata (L.) Taub. cv. Verano and Centrosema pubescens Benth. outstood. The significant effects of fertilization were observed in every forages studied, with especially to gatton panic and perennial soybean.
O presente trabalho foi conduzido no período de dezembro de 1978 a abril de 1981, na Estação Experimental de Zootecnia de São José do Rio Preto, município de Mirassol, Estado de São Paulo, com o intuito de determinar a adaptação de seis gramíneas e seis leguminosas forrageiras, com e sem adubação. Os capins testados foram:Panicum maximum Jacq. (coloniâb), Panicum maximum Jacq. var. Trichogiume cv. Petrie (green panic), Panicum maximum iacq. cv. Gatton panic (gatton panic(, Setaria anceps Stapf. ex Massey cv. Kazungula (setária), Brachiaria decumbens Stapf. cv. Australiano(braquiária australiana) e Hyparrhenia rufa (Ness) Stapf. (jaraguá). As leguminosas testadas foram: Macroptilium atropurpureum DC cv. Siratro (siratro), Centrosema pubescens Benth (centrosema), Stylosanthes hamata (L.) Taub. cv.Verano (estilosantes), Calopogonium mucunoides Desv. (calopogônio), Glycine wíghtii Verdc. (soja-perene) e Desmodfum subsericeum Malme (desmódio). Os parâmetros avaliados foram os rendimentos de produção de matéria seca e de proteína bruta, em kg/ha/ano, efetuando-se cinco cortes anuais. Após dois anos de avaliação, os capins colonião e braquiária e as leguminosas siratro, estilosantes e centrosema destacaram-se em relação aos demais. Verificaram-se efeitos significativos da adubação em quase todas as forrageiras estudadas, com destaques para O gatton panic e soja-perene.
Biblioteca responsável: BR68.1