Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Development of mulberry and the performance of silkworm (Bombyx mori L.) under the effect of manure of different origins / Produção de amoreira e o desempenho do bicho-da-seda (Bombyx mori L.) sob o efeito da adubação com materiais orgânicos de origem animal

Takahashi, Roque; Talarico Dias, Laila; Helena de Souza, Nedilse; Manami Takahashi, Karina; Piassa Marincek, Selma.
B. Indústr. Anim.; 55(1): 95-98, 1998.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-468175

Resumo

This work was carried out at the Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal with the purpose of study development of mulberry tree and the performance of silkworm the effect of animal organic fertilization of different origins: chicken manure (1kg/plant), cow manure (3kg/plant), goat manure (2kg/plant), rabbit manure (1kg/plant) and horse manure (3kg/plant). The experimental design was completely  randomized with 6 treatments and 5 replications. The results obtained showed that the incorporation of animals manure can increase the leafs production of mulberry tree and the silkworm productivity. The chicken manure was meaningfully superior.
Este trabalho foi desenvolvido no Setor de Sericicultura da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias - Campus de Jaboticabal, com o objetivo de estudar a produção da amoreira e o desempenho do bicho-da-seda, como reflexo dos adubos orgânicos de diferentes origens animal (aves, bovinos, caprinos, coelhos e equinos). Adotou-se como parâmetros para a produção da amoreira a produção de folhas, produção de caule e a relação folha/caule e para o desempenho do bicho-da-seda peso médio dos casulos e o teor de seda líquida. Pelos resultados obtidos observou-se que o esterco de galinha proporcionou uma produção foliar (1,812 e 0,717 kg) significativamente superior a testemunha (0,993 e 0,399), respectivamente para o 1º e 2º ensaio e na produção de caule não ocorreram diferenças, quanto a relação folha/caule, não foi efetuada a análise estatística pelo fato de serem valores calculados. No tocante a influência da adubação na produção de casulos, a adubação com esterco de galinha proporcionaram a produção de casulos com pesos (1,984 e 1,638 g) superiores apenas no 2º ensaio, às larvas alimentadas com folhas de amoreira sem adubação (1,916 e 1,442 g) respectivamente para o 1 e 2 ensaios. Quanto ao teor de seda líquida dos casulos as diferentes fontes do material orgânico não proporcionaram diferença significativa. Pode-se deduzir que o melhor material orgânico para a adubação da amore
Biblioteca responsável: BR68.1