Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

The use of plant phatogenic Helminthosporium euphorbiae for the control of Euphorbia heterophylla / Utilização do fungo fitopatogenico Helminthosporíum euphorbiae no controle de Euphorbia heterophylta

Aparecida da Silva, Tânia; Tadashi Yorinorí, José; Doretto Paccola-Meirelles, Luzia.
Semina Ci. agr.; 17(1): 105-111, 1996.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-470374

Resumo

The genus Helminthosporium is known as an important pathogen of cereal crops such as barley, corn, rice and wheat. Several species of this genus are reported as toxin producers causing several types of leaf lesions, spots, discoloration or root and stem rots. The species H. euphorbiae (sin. Bipolaris euphorbiae) has been studied as a biological control agent for wild groundnut, Euphorbia heterophylla, a common weed that infests soybean fields and is responsible for considerable yeld losses and for the continued use of herbicides, resulting in increased production costs. The weed competes with the soybean for water, light and nutrients, and can also reduce grain quality by conferring moisture from the green stem that is mixed with the grain at harvest. H. euphorbiae causes total defoliation of the weed when apllied either as spore suspension, similar to herbicide application or as a culture filtrate of the liquid culture medium where it is grown. This effect is a result of the ability of the fungus to produce a weed specific toxin which is excreted extracellularly causing foliar symptoms. The objective of this work was to review the current knowledge on H. euphorbiae as a biological agent for weed control and the mode of action of other Helminthosporium species that cause important crop diseases.  
O gênero Helminthosporíum é conhecido por ser um importante fitopatógeno de culturas cerealícolas como o trigo, cevada, milho e arroz. As espécies são relatadas como produtoras de toxinas que causam vários tipos de lesões foliares, manchas e descolorações, ou ainda, podridão da raiz e danos no caule. Entretanto, a espécie H. euphorbiae (Bipolaris euphorbiae) atualmente tem sido estudada, por realizar o controle biológico do amendoim-bravo ou leiteiro (Euphorbia heterophylla), uma invasora comum de culturas de soja que causa consideráveis prejuízos, levando a um constante uso de herbicidas químicos, acarretando um aumento nos custos de produção. O amendoim-bravo compete com a soja pela água, luz e por nutrientes, podendo, também reduzir a qualidade do grão por conferir a umidade do talo que permanece verde na época da maturação da soja e vai misturado com o grão colhido. O patógeno H. euphorbiae causa a completa desfolha da planta, tanto quando aplicado nas áreas de cultura como um herbicida comum, como quando aplicado somente o filtrado do meio de cultivo sobre folhas sadias. Este efeito é obtido devido à capacidade do fungo em produzir uma fitotoxina altamente específica e excretada extracelularmente, que provoca manchas foliares na planta daninha. O obetivo deste trabalho foi revisar o conhecimento atual sobre a espécie H. euphorbiae como agente biológico para o controle d
Biblioteca responsável: BR68.1