Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Standardization of a polymerase chain reaction (Semi NestedPCR) to detect bovine herpesvirus type 1 in aborted fetus and semen from naturally infected cattle / Otimização da reação em cadeia pela polimerase (Semi Nested-PCR) para a detecção do herpesvírus bovino tipo 1 em fragmentos de órgãos fetais e em sêmen de bovinos naturalmente infectados

Takiuchi, Elisabete; Cristina Médici, Kerlei; Alfieri, Fernandes; Alcindo Alfieri, Amauri.
Semina Ci. agr.; 24(1): 43-56, 2003.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-470842

Resumo

The glycoprotein D gene of bovine herpesvirus type 1 (BHV-1) was detected in clinical samples from naturally infected cattle by semi-nested polymerase chain reaction (SN-PCR). Different protocols were tested to increase the sensitivity and specificity of the technique. An association of DNA extraction methods using phenol/chloroform/isoamyl alcohol followed by silica/guanidine isothiocyanate yield greater concentration and quality of amplified DNA. After optimization of primers and reaction conditions, the genome of BHV-1 (Los Angeles strain) was detected by SN-PCR in tissue culture supernatant and artificially infected semen at the 1 and 0.1 TCID50 limit, respectively. When used on clinical specimens from naturally infected cattle, the SN-PCR yield positive results in semen of seropositive bull and in organ fragments of aborted cattle fetus. The SN-PCR was a viable alternative, which was faster, sensitive, specific and less laborious to be used in the routine diagnosis of BHV-1 infection and semen health monitoring.
A reação em cadeia pela polimerase (PCR) foi empregada para a detecção parcial do gene da glicoproteína D do herpesvírus bovino tipo 1 (BHV-1) em material biológico proveniente de bovinos naturalmente infectados. Para o aumento da sensibilidade e da especificidade da PCR, foram avaliados diferentes protocolos. Para a extração do DNA, a associação dos métodos fenol/clorofórmio/álcool isoamílico e sílica/tiocianato de guanidina, proporcionou a amplificação do DNA em maior concentração e qualidade. Após a otimização dos primers e condições da reação foi possível detectar, por meio da Semi Nested-PCR (SN-PCR), o genoma da estirpe Los Angeles do BHV-1 em sobrenadante de cultura celular, sem processamento prévio, até o limite de 1 TCID50. Em sêmen artificialmente infectado o limite de detecção do BHV-1 foi de 0,1 TCID50. Quando utilizada em material biológico, proveniente de bovinos naturalmente infectados, a SN-PCR apresentou resultados positivos tanto em fragmentos de órgãos de fetos bovinos abortados quanto em sêmen. Essa técnica revelou-se uma alternativa viável, rápida, sensível e específica para aplicação na rotina de diagnóstico da infecção pelo BHV-1, bem como, para o monitoramento sanitário do sêmen.
Biblioteca responsável: BR68.1