Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Direct immunufluorescence in brain and salivary gland of nice experimentally inoculated with rabies virus / Imunofluorescência direta em cérebro e glândula salivar de camundongos unoculados experimentalmente com vírus rábico

Leviero Soares Costa, Luciany; Eckehardt Muller, Ernest; Cesar de Freitas, Júlio; Alcindo Alfieri, Amauri; Megid, Jane.
Semina Ci. agr.; 12(1): 38-41, 1991.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-470850

Resumo

Through the fluorescent antibody test, brains and salivary glands of 80 mice experimentally inoculated with the rabies virus have been analysed, 40 mice were killed in the non-symptomatic stage and the others were killed in the agonizing stage. From the brain material, 100% positiveness was obtained regarding the animals killed in both the non-symptomatic and the agonizing stage. When making use of the fluorescent antibody test for the rabies diagnosis in the salivary glandis, a positive result was obtained in 85% of the animals killed during the non-symptomatic stage and 100% of the animals killed in the agonizing stage. The results have proved the sensitivity of the fluorescent antibody test for the rabies in the salivary glands.  
Foram analisados através da técnica de imunofluorescência direta, cérebros c glândulas salivares de oitenta camundongos inoculados experimentalmente com vírus rábico. Sacrificou-se quarenta camundongos em fase assintomática e os demais em fase agônica. Do material cerebral, obteve-se 100% de positividade para os animais sacrificados em fase assintomática e também 100% para os sacrificados em fase agônica. Utilizando-se a prova de imunofluorescência direta para o diagnóstico da raiva em glândula salivar, obteve-se um resultado positivo em 33% para os animais sacrificados em fase assintomática e 100% para os sacrificados em fase agônica. Os resultados comprovam a sensibilidade da prova de imunofluorescência direta no diagnóstico da raiva em glândula salivar.    
Biblioteca responsável: BR68.1