Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Feedlot finishing cull cows fed diets with different levels of concentrate / Terminação em confinamento de vacas de descarte recebendo dietas com diferentes teores de concentrado

César Furmann Moura, Ivan; Kuss, Fernando; Luis Moletta, José; Perotto, Daniel; Guilherme Strack, Maryon; Fernando Glasenapp de Menezes, Luis.
Semina Ci. agr.; 34(1): 399-408, 2013.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-471562

Resumo

The purpose of this study was to evaluate the performance and carcass quality and beef and cull cow subjected to diets with two levels of concentrate (1.08 and 1.62% of body weight, whith base in dry matter) durind the feedlot finishing. In this study were used twenty cull cows of the breed Aberdeen Angus, Charolais, Caracu, Canchim and Charolais x Caracu whith a mean age of 7.2 years. The average weight gain during the termination was similar between levels 1.08 and 1.62% (1.81 and 2.00 kg/day, respectively). However, animals in the 1.62% group consumed much digestible energy (46.13 Mcal / day) compared to the lowest level (38.32 Mcal / day), showing similarity (P > 0.01) in the values of conversion food (6.78 and 6.93 kg dry matter / kg weight gain) and energy efficiency (21.68 and 23.40) between the two groups. In feedlot finishing cull cows with an average age of 7.5 years, the increase of the concentrate from 1.08 to 1.62% of body weight based on dry matter based on corn silage, no benefits productive performance of cows nor the quality characteristics of meat. Increasing the concentrate level in the diet of this category can cause greater haunch thickness and better carcass conformation in feedlot finishing.
O objetivo do presente estudo foi avaliar o desempenho e a qualidade da carcaça e da carne de vacas de descarte submetidas a dietas com dois teores de concentrado (1,08 e 1,62% do peso vivo, com base na matéria seca) durante o processo de terminação em confinamento. Foram utilizadas 20 vacas de descarte, de raça mestiça, que compõem a formação do composto Purunã, Aberdeen Angus, Charolês, Caracu, Canchim e Caracu x Charolês com idade média de 7,2 anos. Independente do nível de concentrado o ganho de peso médio durante a terminação foi semelhante entre os teores 1,08 e 1,62% (1,81 e 2,00 kg/ dia, respectivamente). No entanto, os animais do grupo 1,62% consumiram maior quantidade energia digestível (46,13Mcal/dia) em relação ao menor nível (38,32 Mcal/dia), apresentando similaridade (P > 0,01) nos valores de conversão alimentar (6,78 e 6,93 kg de matéria seca/kg de peso) e de eficiência energética (21,68 e 23,40) entre os dois grupos avaliados. Na terminação em confinamento de vacas descarte com idade média de 7,5 anos, o aumento no teor de concentrado de 1,08 para 1,62% do peso vivo com base na matéria seca tendo como base silagem de milho, não traz benefícios produtivos ao desempenho das vacas nem nas características qualitativas da carne. O aumento do teor de concentrado na dieta desta categoria pode provocar maior espessura de coxão e melhor conformação na carcaça terminaç
Biblioteca responsável: BR68.1