Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Cerebrospinal fluid collection in dogs: modification of previous technique / Colheita de líquido cefalorraquidiano em cães: modificação de técnica prévia

Gomes Velasque Gama, Fernanda; Singaretti de Oliveira, Fabrício; Corrêa Guimarães, Gregório; Nunes Rosato, Paula; Evangelista Santana, Áureo.
Semina Ci. agr.; 30(2): 457-460, 2009.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-471833

Resumo

Unlike the already described techniques, which are based on imaginary lines among extremities or bone projections, this research describes a collection technique modification of cerebrospinal fluid (CSF) in dogs, in the atlantooccipital space. The palpation of bone structures in this joint, plus the supported directioning of the needle, does make the collection easy, even by professionals which have no experience in this kind of procedure. The applied technique enabled the collection of adequate volumes of limpid and colorless CSF of 50 healthy dogs in the first attempt of collection. There was no contamination with blood during the procedure, what made possible the correct interpretation of laboratory parameters usually examined in CSF samples.
Diferentemente das demais técnicas já descritas, que se baseiam em linhas imaginárias entre extremidades ou protuberâncias ósseas, o presente trabalho descreve uma modificação de técnica de colheita de líquido cefalorraquidiano (LCR) em cães, no espaço atlanto-occipital. A palpação das estruturas ósseas nessa articulação, juntamente com o direcionamento apoiado da agulha, facilita muito essa colheita, até mesmo para profissionais que não possuem experiência nesse tipo de procedimento. A técnica utilizada neste experimento possibilitou a obtenção de volumes adequados de amostras de LCR límpidas e incolores dos 50 cães sadios utilizados na primeira tentativa de colheita. Não houve contaminação com sangue durante o procedimento, o que possibilitou a interpretação adequada de parâmetros laboratoriais analisados rotineiramente em amostras de LCR.
Biblioteca responsável: BR68.1