Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Toxoplasma gondii: abortion outbreak in a goatherd from Southern Brazil / Toxoplasma gondii: investigação de surto em um rebanho caprino da região sul do Brasil

de Freitas Silva Filho, Mauro; Erzinger, Érika; Alexandre Leme da Cunha, Ivo; Monteiro Bugni, Felipe; Nakanishi Hamada, Fernando; Regina Marangoni Marana, Elizabete; Lemos Freire, Roberta; Luis Garcia, João; Teodorico Navarro, Italmar.
Semina Ci. agr.; 29(4): 887-894, 2008.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-472422

Resumo

The present study aimed to investigate an abortion outbreak in a goatherd from Southern Brazil. The herd had 304 goats, being 227 females and 77 males. Sixty-one animals (44.8%) out of 136 dams aborted. Indirect immunofluorescence assay (IFA) was performed for anti-T.gondii antibody detection and showed 59/61 (96.7%) positive females (titers ¡Ý64). Fifty-five (93.2%) out of 59 positive dams showed titers ¡Ý 1024. Tissue samples from eight aborted fetuses and raw milk from their dams were collected for mouse bioassay and PCR. Two fetuses were positive for T. gondii infection in both bioassay and PCR. The animals were treated for five days with sulfadiazine plus trimetoprim what was enough to stop the abortion cases. Considering the results from this work the abortion outbreak was caused by T. gondii infection.
O objetivo do presente estudo foi investigar um surto de aborto em um rebanho caprino ocorrido na região sul do Paraná, Brasil. O rebanho continha 304 caprinos, composto de 227 fêmeas e 77 machos. Sessenta e uma (44.8%) cabras prenhas, de um total de 136, abortaram. Para detecção de anticorpos contra Toxoplasma gondii foi utilizada a técnica de imunofluorescência indireta (IFI) e a positividade considerada para aqueles animais com títulos maiores que 64. Das fêmeas que abortaram 59/61 (96,7%)revelaram soropositividade na IFI, 55 (93,2%) daquelas com títulos ¡Ý 1024. Amostras de oito fetos e leite cru de suas mães foram avaliadas por bioensaio em camundongos e PCR. Amostras de tecido de dois fetos abortados foram positivos no bioensaio e PCR. Após um período de tratamento com sulfadiazine e trimetoprim por cinco dias os abortos cessaram no rebanho. Considerando os resultados do trabalho o agente causador do surto foi o T. gondii.
Biblioteca responsável: BR68.1