Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

The effects of Bovine herpesvirus type 1 infection on reproductive system of cattle / Consequências da infecção pelo herpesvirus bovino tipo 1 sobre o sistema reprodutivo de bovinos

Alcindo Alfieri, Amauri; Fernandes Alfieri, Alice; Cristina Medici, Kerlei.
Semina Ci. agr.; 19(1): 86-93, 1998.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-472739

Resumo

Bovine herpesvirus type 1 (BHV-1) is recognized a major pathogen in young and adults bovines. After the first infection, the viral latency induces the animals of the carrier state and possible transmitters due to its viral reexcretion episodes. This BHV-1 biological characteristics is responsible for the maintenance and expansion of the infections which composes the Infectious bovine rhinotracheitis (IBR) and Infectious pustular vulvovaginitis (IPV) complex. In the dependency, among other factors, of the viral subtype may determine respiratory, reproductive, nervous and systemic signals. Despite of being identified in the 60s in Brazil, only recently BHV-1 infections were diagnosed in a routine, by serologic techniques. In the present cattle raising system, low levels of reproduction on bovine herd may be responsible for impossibility of the production. Therefore, the infections that undertake the reproductive scale assume a vast sanitary importance. This review has as objective to present and make comments on some topics related to etiologic agent, clinic signal symptoms, diagnosis, control and prophylaxis of BHV-1 infection that undertake the breeding reproduction on bovines.  
O Herpesvirus bovino tipo 1 (BHV-1) é reconhecidamente um dos principais patógenos de bovinos jovens e adultos. Após a primo infecção, a latência viral induz nos animais o estado de portadores e potenciais transmissores devido aos episódios de reexcreção viral. Esta característica biológica do BHV-1 é responsável pela manutenção e expansão da infecção nos rebanhos. Clinicamente as infecções que compõem o complexo rinotraqueíte infecciosa bovina (IBR) e vulvovaginite pustular infecciosa (IPV) na dependência, entre outros fatores, do subtipo virai podem ocasionar sinais respiratórios, reprodutivos, nervosos e sistêmicos. Mesmo tendo sido identificado no Brasil já na década de 60, apenas recentemente as infecções pelo BHV-1 passaram a ser rotineiramente diagnosticadas através de técnicas sorológicas. Particularmente nos sistemas de criação mais tecnificados, que exigem maiores custos de produção, baixos índices reprodutivos nos rebanhos bovinos podem ser responsáveis pela inviabilidade da exploração. Com isto, infecções que comprometem a esfera reprodutiva assumem grande importância sanitária. Esta revisão tem como objetivo apresentar e comentar alguns tópicos relativos ao agente etiológico, sinais clínicos, diagnóstico, controle e profilaxia das infecções pelo BHV-1 que apresentam como conseqüências, diretas e/ou indiretas, reduções no desempenho reprodutivo dos bovinos.    
Biblioteca responsável: BR68.1