Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Soybean oversowing with Urochloa brizantha and Panicum maximum and the straw formation in a no-tillage system / Sobressemeadura de soja com Urochloa brizantha e Panicum maximum e formação de palha para o sistema de plantio direto

Maria Correia, Núbia; José Petean Gomes, Leonardo.
Semina Ci. agr.; 37(3): 1209-1218, 2016.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-472870

Resumo

The objective of this study was to evaluate the soybean oversowing with braquiarão (Urochloa brizantha cv. Marandu) and colonião (Panicum maximum cv. Aruana) and the capacity of these forage crops to produce dry mass during the fall-winter-spring period. Two experiments, one for each forage species, were conducted in field conditions in the 2011/2012 season and were repeated in 2012/2013. The experimental set-up was arranged in a randomized block design with four repetitions in a 2 x 5 factorial. The soybean oversowing was studied in the development stages R6 and R8 (2011/2012) or R5 and R8 (2012/2013) with braquiarão or colonião grass in five seed amounts (200, 400, 600, 800 and 1000 points of cultural value PCV = seeds amount x culture value). In both seasons, the braquiarão oversowing at soybean stages R5 and R6 resulted in higher dry mass production, when compared to stage R8. Additionally, the amount of 600 seeds PCV was sufficient to obtain an excellent percentage of soil cover (>95%), in addition to the satisfactory number of plants per m2 and the dry mass production. On the other hand, independent of the soybean development stage in the oversowing moment, colonião was not promising for use in this sowing type because its low stand and irregular soil covering, even at the higher seed amounts.
Objetivou-se com esse trabalho estudar a sobressemeadura da cultura da soja com braquiarão (Urochloa brizantha cv. Marandu) e colonião (Panicum maximum cv. Aruana) e a capacidade de produção de matéria seca pelas forrageiras no período de outono-inverno-primavera. Dois experimentos, um para cada espécie, foram desenvolvidos em campo, no ano agrícola 2011/2012; e repetidos em 2012/2013. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com quatro repetições, em esquema fatorial 2 x 5. Foi estudada a sobressemeadura da soja nos estádios de desenvolvimento R6 e R8 (em 2011/2012) ou R5 e R8 (em 2012/2013) com braquiarão ou colonião em cinco quantidades de sementes (200, 400, 600, 800 e 1000 pontos de valor cultural PVC = quantidade de sementes x valor cultural). Nos dois anos agrícolas, a sobressemeadura de braquiarão nos estádios R5 e R6 da soja resultou em maior produção de matéria seca comparados ao estádio R8. Além disso, a quantidade de 600 PVC de sementes foi suficiente para a obtenção de excelente porcentagem de cobertura do terreno (>95%), além de número de plantas por m2 e produção de matéria seca satisfatórios. Por outro lado, independentemente do estádio de desenvolvimento da soja no momento da sobressemeadura, o colonião não foi promissor para uso nessa modalidade de semeadura, devido ao baixo estande e cobertura desuniforme do terreno, mesmo na maior quantidad
Biblioteca responsável: BR68.1