Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Características fitotécnicas do feijoeiro sob doses de nitrogênio em semeadura e cobertura na safra das águas no Norte de Minas Gerais / Phytotechnical characteristics of common bean under different nitrogen levels during seeding and sidedressing in the rainy season in Northern Minas Gerais

Facco Pegoraro, Rodinei; Coutinho, Rodrigo; Vieira, Neiva; Koti Kondo, Marcos; Oliveira, Dário.
Semina Ci. agr.; 34(6): 3635-3644, 2013.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-472999

Resumo

Apesar da elevada demanda de nitrogênio pela cultura do feijoeiro, no Brasil são relatados poucos estudos voltados para o manejo adequado de doses de N em semeadura e cobertura no aumento do rendimento de grãos do feijoeiro comum para a região semiárida. O presente estudo objetivou avaliar as características fitotécnicas do feijoeiro após a adição de doses de nitrogênio em semeadura e cobertura na safra das águas. Foi utilizado o esquema fatorial 4x4, correspondente a quatro doses de N na semeadura (0, 40, 80, 120 kg ha-1) e quatro doses de N em cobertura (0, 40, 80, 120 kg ha-1). O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados, com três repetições. O estudo foi conduzido em Latossolo Vermelho eutrófico sob preparo convencional do solo. A cultivar Pérola foi semeada em parcelas compostas por 6 linhas com 5 m de comprimento, e espaçadas por 0,5 m entre linhas, destas, foram aproveitadas as quatro fileiras centrais, totalizando 10 m2 de área útil. Foram avaliados: estande final, número de vagens por planta, número de grãos por vagem, massa de 100 grãos e produtividade. As doses de N em semeadura proporcionaram incrementos no número de vagens por planta, e a adubação em cobertura, com 83,33 kg ha-1 de N, produziu a maior massa de 100 grãos. A produtividade máxima (MET-3.092 kg ha-1) foi observada com 62,4 kg ha-1 de N em semeadura mais 61,9 kg ha-1 de N em cobertu
Few studies have focused on the appropriate management of nitrogen (N) levels at the seeding and sidedressing phases to increase the grain yield of common bean in the semiarid region of Brazil, despite the high demand for N by the bean crop. The present study aimed to evaluate the agronomic characteristics of common bean grown during the rainy season following fertilization with different N levels at seeding and sidedressing. A 4x4 factorial structure was used, corresponding to four N levels at seeding (0, 40, 80 and 120 kg ha-1) and four N levels at sidedressing (0, 40, 80 and 120 kg ha-1). The experimental design consisted of randomized blocks with three replicates. The study was conducted in a dystrophic Red Latosol under conventional soil tillage. The Pérola cultivar was sown in plots formed of six rows (each 5 m long), spaced 0.5 m apart, using the four central rows, totaling 10 m2 of useful area. The following parameters were evaluated: final stand, number of pods per plant, number of grains per pod, 100-grain weight and yield. The N levels at seeding increased the number of pods per plant, and sidedressing fertilization using 83.33 kg ha-1 N yielded the highest 100-grain weight. The maximum yield (MTE; 3.092 kg ha-1) was found when using 62.4 kg ha-1 N at seeding and 61.9 kg ha-1 N at sidedressing, and the maximum economic efficiency (MEE) was found when using 60.3 kg
Biblioteca responsável: BR68.1