Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Toasted raw soybean in broilers diet. / Soja integral tostada pelo vapor em rações de frangos de corte

Waine Pinheiro, João; Mack Junqueira, Otto; Yurika Mizubuti, Ivone; A. N. Fonseca, Nilva.
Semina Ci. agr.; 16(1): 73-80, 1995.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-473097

Resumo

Heat treated raw soybean (HTRS) was used as an ingredient at levels of 0; 7; 14; 21; 28 and 35% in broilers rations, from the first to the 49 th days of age. A total of 672 one-day-old chicks were placed in 24 pens with 28 chick each. The experimental design was completely randomized block in factorial arrangement with six treatments and two sexes, with four replications (two by sex). There were no differences in weight gain for different rations; however, for feed consumption, reduced values were observed for ration with 14% of HTRS (4743 g), which did not differ (P>0.05) from the control (4858 g), but had lower consumption than the treatment with 21% (5108 g) and 35% (5143 g) of HTRS. The utilization of HTRS (X) in the diets increased (P0.05) from the control (1,99), but had better conversion (P
O objetivo deste trabalho foi testar a utilização da soja integral tostada pelo vapor (SITV) em níveis de 0; 7; 14; 21; 28 e 35% em rações de frangos de corte de 1 a 49 dias de idade. Foram utilizados 672 pintos sexados, alojados em 24 boxes, em um delineamento experimental inteiramente casualizado em arranjo fatorial com seis tratamentos e dois sexos, com quatro repetições, sendo duas por sexo, e 28 aves por parcela. Os resultados obtidos não evidenciaram diferença (P > 0.05) para ganho de peso; entretanto, para o consumo de ração os menores valores foram obtidos para o tratamento com 14% de SITV (4743 g), que não diferiu (P > 0,05) do tratamento testemunha (4858 g), mas foi inferior (P 0.05) ao tratamento com 21% (5108 g) e 35% (5143 g) de SITV. A inclusão de SITV (X), nas dietas, aumentou (P 0,01) o consumo de ração das aves (Y), segundo a equação de regressão: Y=4758,26+10,36X. Para a conversão alimentar, verificou-se que o tratamento com 14% de SITV (1.90) não diferiu (P > 0.05) da testemunha (1.99), mas foi significativamente melhor (P 0.05) que as rações com 21% (2.04), 28% (2.02) e 35% (2.05) de SITV. A adição de níveis crescentes de SITV (X) nas dietas piorou a conversão alimentar (Y) (P 0.01) conforme a equação Y= 1,93+0,0035X.  
Biblioteca responsável: BR68.1