Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Perfil metabólico em ovinos alimentados com inclusões crescentes da torta do babaçu na dieta / Metabolic profile in sheep fed with additions growing the pie babassu dietary

Sá, Hemilly Menezes de; Teles, Tássia Ludmila; Borges, Iran; Macedo Junior, Gilberto de Lima; Silva, Simone Pedro da.
Vet. Not.; 20(2): 48-56, Jul-Dez. 2014. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-481275

Resumo

The objective was to evaluate the effect of inclusion of babassu pie in sheep feeding on the energy, protein and mineral metabolism, as well as, the effect of collection period on these variables. Twenty males intact sheep were assigned to four treatments, which were inclusion levels babassu pie (zero, 7.5%, 15%, 22. 5%) in the diet, according to completely randomized design, in split plot, where the parcels were diets and the subplots the collection times (zero, three, six, nine and twelve hours) with five replications. There was no interaction between inclusion level s babassu pie and collection time for blood concentrations of total protein, albumin, uric acid, urea, triglycerides, phosphorus and magnesium. No effect of collection time on these variables (P 0.05). The levels of blood urea linearly decreased with the inclusion of babassu pie. The inclusion coproduct promoted linear increase in levels of blood cholesterol. There was interaction between inclusion levels of babassu pie and period collection of blood for calcium concentration (P>0.05). Having regard to behavior presented by the metabolites analyzed, babassu pie can be used by up to 22.5% in sheep diet, since this level of inclusion does not cause metabolic disorders or reduction in energy, protein and mineral metabolism.(AU)
Objetivou-se, com o presente trabalho, avaliar o efeito da inclusão da torta de babaçu na alimentação de ovinos sobre o metabolismo energético, proteico e mineral, bem como verificar o efeito do período de coleta sobre essas variáveis. Vinte ovinos machos, não castrados foram distribuídos em quatro tratamentos, que foram níveis de inclusão da torta de babaçu (zero; 7,5%; 15%; 22,5%) na dieta, segundo delineamento inteiramente ao acaso, em esquema de parcelas subdivididas, tendo nas parcelas as dietas e nas sub-parcelas os tempos de coleta (zero, três, seis, nove e doze) com cinco repetições. Não houve interação significativa entre os níveis de inclusão da torta de babaçu e os tempos de coleta de sangue, para as concentrações sanguíneas de proteínas totais, albumina, ácido úrico, ureia, triglicerídeos, fósforo e magnésio. Não houve efeito do tempo de coleta sobre essas variáveis (P0,05). Considerando o comportamento apresentado pelos metabólitos analisados, a torta do babaçu pode ser utilizada em até 22,5% na dieta de ovinos, uma vez que, esse nível de inclusão não ocasiona distúrbios metabólicos ou redução no metabolismo energético, proteico e mineral.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1