Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Variáveis epidemiológicas e alterações clínicas, hematológicas e urinárias em cães sororreagentes para Leptospira spp / Epidemiological variables and clinical, haematological and urinary / alterations in dogs seropositive for Leptospira spp

Langoni, Helio; Silva, Aristeu Vieira da; Segismundo, Renata; Lucheis, Simone Baldini; Paes, Antonio Carlos.
Semina Ci. agr.; 34(2): 765-776, 2013.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-4970

Resumo

Com o objetivo de verificar a freqüência sorológica anti-leptospírica em cães de Botucatu –SP com suspeita clínica e os fatores de risco para esta zoonose, bem como as possíveis alterações hematológicas e urinárias, foram coletadas amostras de sangue de 248 cães. A prova diagnóstica utilizada foi a de Soroaglutinação Microscópica (SAM), testando-se 29 sorovares de leptospiras, considerando-se reagente a partir do título ≥200. Das 248 amostras testadas,17,7% (44/248) foram reagentes. Dentre os sorovares reagentes, verificou-se prevalência para: Autumnalis (20,5%); Pyrogenes (18,2%); Grippothyphosa (15,9%); Canicola (13,6%), Bratislava e Copenhageni (9,1%); Andamana (4,5%) e Djasiman (2,3%). Em relação à análise do questionário epidemiológico aplicado aos proprietários dos cães, observou-se significância estatística para as variáveis sexo, faixa etária e presença de ratos no domicílio, demonstrando-se que, pela análise de regressão logística, somente a variável sexo foi significativamente associada à presença de anticorpos anti-Leptospira. Os níveis de uréia e creatinina estiveram significativamente aumentados no grupo de animais reagentes à SAM, demonstrando o comprometimento renal nestes animais, bem como a diminuição do nível de hemoglobina.(AU)
In order to determine antibodies anti-Leptospira spp. in dogs from Botucatu-SP with a clinical suspicion and the risk factors for this zoonosis, as well possible hematological and urine alterations were collected blood samples from 248 dogs. The diagnostic test performed was the Microscopic Agglutination Test (MAT) with 29 serovars of leptospires. Titers were considered reagent ≥200 and detected in 17.7% (44/248) of the dogs. The most frequent serovars were Autumnalis (20.5%); Pyrogenes (18.2%); Gryppothyphosa (15.9%); Canicola (13.6%); Bratislava and Copenhageni (9.1%); Andamana (4.5%) and Djasiman (2.3%). Regarding the analysis of the epidemiological questionnaire administered to owners of the dogs, there was statistical significance for sex, age and presence of rats at home, showing that, by logistic regression analysis, only the sex variable was been significantly associated to the presence of antibodies anti-Leptospira. The levels of urea and creatinine were significantly increased in the group of animals reagents to the Microscopic Agglutination Test, showing the renal damage in these animals and decreased hemoglobin level.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1